Internacional Aprovação de Biden cai após Talibã dominar o Afeganistão

Aprovação de Biden cai após Talibã dominar o Afeganistão

Apesar da queda, metade dos norte-americanos aprova a maneira com  que Biden conduziu as Forças Armadas 

Presidente Biden durante fala sobre o Afeganistão

Presidente Biden durante fala sobre o Afeganistão

Reprodução/Casa Branca

A aprovação do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, caiu em 7 pontos percentuais para o nível mais baixo até agora conforme o governo afegão apoiado pelos norte-americanos desmoronou no final de semana em um episódio que fez milhares de civis e conselheiros militares afegãos fugirem em busca de segurança, de acordo com uma pesquisa Reuters/Ipsos.

A pesquisa nacional de opinião, realizada na segunda-feira (16), mostrou que 46% dos adultos norte-americanos aprovam o desempenho de Biden no cargo, o menor número registrado nas pesquisas semanais que começaram desde o início do governo Biden em janeiro.

O número caiu dos 53% que se sentiam da mesma maneira em uma outra pesquisa Reuters/Ipsos similar publicada na sexta-feira (13).

A popularidade de Biden caiu conforme o Talibã varreu de lado as forças afegãs e adentrou a capital, Cabul, superando duas décadas da presença militar dos Estados Unidos, que custou trilhões de dólares aos contribuintes e milhares de vidas norte-americanas.

Uma pesquisa separada da Ipsos, também conduzida na segunda-feira, mostrou que menos da metade dos norte-americanos gostam da maneira que Biden conduziu as Forças Armadas e as iniciativas diplomáticas no Afeganistão neste ano. O presidente, que no mês passado elogiou as forças afegãs por serem "tão bem equipadas quanto qualquer outra no mundo" foi avaliado de maneira mais negativa do que os outros três presidentes que governaram durante a guerra mais longa dos Estados Unidos.

Últimas