Argentina suspende repatriação de quem não conseguiu voltar ao país

Presidente Alberto Fernández disse que salvo casos excepcionais com justificativa, quem estiver fora do país terá de esperar o momento de voltar

Argentina cancela repatriação

Ministro das Relações Exteriores vai ajudar com recursos aqueles que estão no exterior

Ministro das Relações Exteriores vai ajudar com recursos aqueles que estão no exterior

Mariana Greif/Reuters - 14.11.2019

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, anunciou nesta quarta-feira (25) que, por enquanto, está suspenso o retorno de argentinos ou pessoas com residência no país que estão no exterior e tentam voltar em meio à crise global devido ao novo coronavírus.

Leia mais: Argentina registra 2 novas mortes por infecção pelo novo coronavírus

"Por enquanto, decidimos não admitir mais pessoas, por isso instruí o ministro das Relações Exteriores (Felipe Solá) para ajudar com recursos aqueles que estão no exterior até que possamos resolver esta questão. Então, imediatamente, exceto em casos excepcionais que o justifiquem, eles terão que esperar o momento de voltar", disse Fernández em entrevista à rede de televisão "Telefe".

Leia também: Ministro argentino pede medidas para evitar 'colapso social'

Em meio às fortes restrições impostas pelo governo para impedir a entrada de pessoas de países com altos índices de contágio pela covid-19, no dia 18 de março a companhia Aerolíneas Argentinas - e posteriormente outras empresas - iniciou uma série de vôos especiais para trazer de volta alguns dos 45 mil cidadãos do país que estavam no exterior e pediram para retornar.