Internacional Arma que matou Billy the Kid é vendida em leilão por R$ 31 milhões

Arma que matou Billy the Kid é vendida em leilão por R$ 31 milhões

Preço é o mais alto já pago por um armamento nos EUA; o revólver calibre .44 pertenceu ao xerife Pat Garrett

AFP
 O revólver Colt calibre .44 pertencia ao xerife Pat Garrett

O revólver Colt calibre .44 pertencia ao xerife Pat Garrett

Reprodução

O revólver de onde saiu a bala que matou Billy the Kid na época do Velho Oeste foi vendido em um leilão por 6,03 milhões de dólares (cerca de R$ 31,4 milhões) em Los Angeles (EUA), um recorde para uma arma de fogo.

Leia também: Armas de Al Capone serão leiloadas nos Estados Unidos

Avaliado inicialmente entre 2 e 3 milhões de dólares (de R$ 10,4 a R$ 15,6 milhões), o revólver Colt calibre .44 pertencia ao célebre xerife Pat Garrett, que perseguiu e matou o famoso bandido em 14 de julho de 1881 no Novo México, informou a casa de leilões Bonhams.

"Kid" morreu com um tiro no peito aos 21 anos.

Este objeto "é o vestígio de uma das histórias mais míticas do Velho Oeste", assegurou a casa de leilões, segundo a qual a arma está em "muito bom" estado.

Registrado como Henry McCarty, Billy the Kid também era conhecido como William Bonney e foi um dos bandidos lendários cuja vida de fugitivo inspirou Hollywood.

Outro grande nome do Velho Oeste, Garrett também foi representado em várias ocasiões no cinema.

Antes do leilão da sexta-feira, o recorde de preço de venda de uma arma de fogo foi de 1,98 milhão de dólares (cerca de R$ 10,3 milhões) por um par de pistolas do século XVIII, oferecidas pelo marquês de Lafayette a George Washington durante a Revolução Americana.

Últimas