China

Internacional Associação ameaça excluir China do tênis profissional

Associação ameaça excluir China do tênis profissional

Declaração ocorreu após a falta de esclarecimentos sobre o desaparecimento da tenista Peng Shuai

  • Internacional | Da Ansa

Peng Shuai treina antes do torneio australiano de tênis, em Melbourne

Peng Shuai treina antes do torneio australiano de tênis, em Melbourne

William West/AFP - 13.01.2021

A Associação de Tênis Feminino (WTA) ameaçou deixar a China de fora do circuito profissional em virtude da falta de esclarecimentos sobre o desaparecimento da tenista Peng Shuai, uma das maiores estrelas do esporte no país asiático.

Em uma entrevista à emissora "CNN", o presidente da WTA, Steve Simon, revelou que a associação está preparada para tomar essa decisão.

"Estamos totalmente preparados para encerrar nossas atividades na China e enfrentar todas as complicações que se seguirão, porque as acusações de estupro são mais importantes do que os negócios", explicou o dirigente.

A WTA é a grande responsável por administrar o circuito do tênis feminino em todo o mundo. A medida da entidade poderá afetar diretamente várias atletas chinesas, como Shuai Zhang (63º), Saisai Zheng (80º), Zinyu Wang (98º), Qiang Wang (104º) e entre outras.

Shuai desapareceu depois de acusar o ex-vice-premiê Zhang Gaoli, um importante político do Partido Comunista chinês, de tê-la agredido sexualmente. A declaração feita no início de novembro foi excluída da rede social Weibo e, desde então, não se teve mais notícias da tenista.

A mídia estatal da China divulgou uma mensagem que teria sido redigida pela atleta, mas a WTA e vários usuários das redes sociais questionaram a autenticidade. No conteúdo do e-mail, que foi retirado através de um print de tela, Shuai supostamente escreveu que está bem e que suas acusações são "falsas".

Depois de uma grande mobilização do mundo do tênis sobre o desaparecimento de Shuai, a Anistia Internacional (AI) também se envolveu no caso e cobrou por respostas das autoridades chinesas.

Shuai, de 35 anos de idade, já foi líder do ranking mundial de duplas e venceu em Wimbledon e Roland Garros na categoria. 

Últimas