Coronavírus

Internacional AstraZeneca nega ter recusado reunião com União Europeia

AstraZeneca nega ter recusado reunião com União Europeia

Farmacêutica está atrasada para enviar 80 milhões de doses ao bloco e deve explicações sobre fornecimento e fabricação da vacina

AstraZeneca nega ter recusado participar de reunião com União Europeia

AstraZeneca nega ter recusado participar de reunião com União Europeia

Dado Ruvic/Reuters - 11.1.2020

A farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca negou ter cancelado a reunião com representantes da União Europeia nesta quarta-feira (27). A empresa é acusada de não entregar as vacinas prometidas ao bloco e deve explicação sobre o atraso no fornecimento das doses.

O presidente da empresa, Pascal Soriot, disse que não tem um acordo fechado com o bloco, mas que prometeu que “faria o melhor” para entregar as 300 milhões de doses prometidas, enquanto o bloco rebate e diz que as duas partes negociaram para que 80 milhões de vacinas fossem entregues até março.

Recém-saído do bloco europeu, o Reino Unido será o primeiro país a receber as doses. O presidente da farmacêutica explicou que a ilha será “privilegiada” porque fechou o acordo com eles três meses antes da União Europeia.

Em entrevista ao jornal italiano Republica, Soriot disse que a empresa ainda está entendendo os problemas que estão aparecendo.

Na reunião com as autoridades europeias, a empresa terá que explicar os problemas que está tendo na fabricação e distribuição das doses, além do acordo fechado em agosto.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, já disse que a empresa precisa “honrar suas obrigações.”

Últimas