Novo Coronavírus

Internacional Austríacos que viajarem para países de risco serão testados na volta 

Austríacos que viajarem para países de risco serão testados na volta 

Todos os países da UE, exceto Portugal, Romênia, Suécia e Bulgária, são considerados seguros e cidadãos poderão entrar no país livremente

  • Internacional | Da EFE

Áustria testará cidadãos que viajarem à países de risco

Áustria testará cidadãos que viajarem à países de risco

Cadu Rolim/Estadão Conteúdo

A Áustria decretou que seus cidadãos e da União Europeia (UE) provenientes de 32 países considerados de risco pela pandemia do coronavírus serão obrigados, a partir desta segunda-feira (27), a apresentar um teste de PCR negativo não superior a 72 horas ou submetê-lo em menos de 48 horas.

Todos os países da UE, exceto Portugal, Romênia, Suécia e Bulgária, são considerados seguros e tendo eles como origem, os viajantes podem entrar na Áustria sem testes ou quarentena.

As regras aplicam-se a cidadãos e residentes austríacos, da UE e provenientes do Espaço Schengen, enquanto os nacionais de países terceiros são diretamente proibidos de entrar, exceto em casos justificados, como o de se juntar ao seu parceiro, se sua casa for na república alpina.

Países com restrições

No caso desses cidadãos de países terceiros já estarem em terras comunitárias e provirem de um país da UE ou do Espaço Schengen, podem entrar nas mesmas condições que os demais cidadãos europeus.

Entre os países em questão, além dos integrantes mencionados da UE, estão a Rússia, Belarus, Ucrânia, Turquia, Sérvia e a província chinesa de Hubei.

Os países do continente americano também estão incluídos nas restrições: Estados Unidos, Brasil, Chile, Equador, México e Peru.

Enfermeiros, trabalhadores sazonais e diplomatas estão isentos da proibição de entrada para nacionais de países terceiros, embora devam fornecer evidências negativas.

A escala na Áustria ainda é possível sem restrições, enquanto para os austríacos e residentes no país que já estavam no exterior hoje, os novos requisitos começam a ser aplicados a partir do próximo sábado, dia 1º de agosto.

Mais medidas de restrição

As autoridades austríacas intensificaram recentemente medidas contra o novo coronavírus após registrar um aumento no número de infecções.

Enquanto em maio e junho o número de casos era menor que 50 na maioria dos dias, em julho quase todos os dias ocorreram mais de 100 contágios, com picos de até 170 positivos em um dia.

A Áustria passou por vários surtos da Covid-19, sobretudo em matadouros ou centros de distribuição de correio, com dezenas de trabalhadores infectados.

O último grande surto foi registrado em St. Wolfgang, uma cidade turística na Alta Áustria, com 50 pessoas infectadas.

A Áustria, com 8,8 milhões de habitantes, registrou até o momento 712 mortes por covid-19.

Últimas