Aviação Civil do Irã garante que nenhum míssil atingiu avião 

Hipótese foi levantada por membros da inteligência dos EUA e primeiro-ministro do Canadá confirmou. Presidente da Ucrânia não descarta teoria

Aviação Civil garante que nenhum míssil atingiu avião

Aviação Civil garante que nenhum míssil atingiu avião

Nazanin Tabatabaee/WANA (West Asia News Agency) via REUTERS - 8.1.2020

O diretor da Agência de Aviação Civil do Irã, Ali Abedzadeh, ressaltou nesta sexta-feira (10) que o avião ucraniano acidentado perto de Teerã não foi derrubado por um míssil, e pediu para que todos aguardem o resultado da análise das caixas pretas.

"Qualquer comentário ou relatório sobre o que aconteceu antes de analisar as caixas pretas são inválidos, mas posso dizer que o avião não foi atingido por um míssil", afirmou Abedzadeh em entrevista coletiva.

O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, disse na quinta-feira (9) que o Boeing 737 foi derrubado por "um míssil iraniano", enquanto o presidente da Ucrânia, Vladimir Zelenski, comentou que essa hipótese não está confirmada, mas também não pode ser descartada.

Abedzadeh solicitou que "se têm provas e informações, que sejam apresentadas ao mundo e à Agência de Aviação Civil".

O diretor explicou que "houve fogo durante mais de um minuto enquanto o avião voava" e que a localização do acidente "mostra que o piloto tentou voltar (ao aeroporto internacional de Teerã)".

Sobre o processo de extrair os dados das caixas pretas, nas quais ficam gravadas as conversas da cabine, Abedzadeh antecipou que o Irã tem os recursos necessários para realizar a análise.

Uma equipe de peritos ucranianos já trabalha em terra para investigar as causas do acidente no voo da Ukraine International Airlines que cobre a rota entre Teerã e Kiev, com 176 pessoas a bordo, que morreram.

Após relatos de que o avião foi abatido por um míssil, o Ministério das Relações Exteriores iraniano informou nesta manhã que o Irã convidou a Ucrânia, proprietária do avião, e a empresa americana Boeing, fabricante da aeronave, para a investigação.

A National Transportation Safety Board, agência independente do governo americano dedicada à investigação de acidentes aéreos, anunciou que também aceitou um convite do Irã para participar das investigações.