Coronavírus

Bebê de 6 meses morre por coronavírus em Gaza

Gaza também registrou 195 casos da doença nas últimas 24 horas, outro recorde de transmissão comunitária, apesar de seu confinamento

Bebê é a vítima mais jovem de um total de dez mortes na região

Bebê é a vítima mais jovem de um total de dez mortes na região

Mohammed Saber - EFE/EPA 10.09.2020

Um bebê de 6 meses morreu nesta quinta-feira (10) por covid-19, em Gaza, que registrou 195 casos da doença nas últimas 24 horas, outro recorde de transmissão comunitária, apesar de seu confinamento que já dura mais de duas semanas.

O bebê é a vítima mais jovem de um total de dez mortes desde o início da pandemia, das quais nove faleceram nas últimas duas semanas, segundo o Ministério da Saúde local.

Gaza conseguiu controlar a pandemia durante os primeiros seis meses, detectando casos na fronteira e isolando-os em hospitais periféricos. Mas a partir do dia 24 de agosto, as primeiras infecções locais foram registradas em uma família em um campo de refugiados.

Desde então, o movimento islâmico Hamas, que governa a faixa, impôs confinamento estrito para evitar sua propagação pelo enclave superpovoado.

Apenas lojas essenciais, como padarias, supermercados ou farmácias ainda estão abertas. Mesquitas e escolas estão fechadas, e as universidades começaram o ano acadêmico praticamente na última terça.

As organizações humanitárias temem que o precário sistema de saúde, punido por um forte bloqueio israelense desde 2007, não seja capaz de lidar com uma nova expansão da epidemia.

Desde março, o enclave registrou um total de 1.551 casos. Quase 1.430 estão ativos devido à rápida disseminação da pandemia nas últimas semanas entre os habitantes de Gaza.

Últimas