Internacional Biden diz que cúpula foi 'positiva', mas faz avisos a Putin

Biden diz que cúpula foi 'positiva', mas faz avisos a Putin

Presidente dos EUA afirmou que, na reunião com o russo, houve avanços e pediu que não haja mais interferências em eleições

AFP
Presidente norte-americano conversa com jornalistas após cúpula com Putin

Presidente norte-americano conversa com jornalistas após cúpula com Putin

Peter Klauzer / Pool via AFP - 16.6.2021

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse nesta quarta-feira (16) que o tom da cúpula com o russo, Vladimir Putin, foi "bom" e "positivo", mas assegurou que o advertiu de qualquer interferência nas eleições americanas.

Leia também: Putin considera 'construtiva' sua primeira reunião com Biden

"Eu disse a ele claramente que não toleraríamos tentativas de violação da nossa soberania democrática ou de desestabilização das nossas eleições democráticas e que responderíamos", declarou Biden em entrevista coletiva após seu encontro com Putin.

"Acredito que a última coisa que ele quer agora é uma Guerra Fria", acrescentou, referindo-se a Putin.

O presidente norte-americano, que viu como várias empresas e infraestruturas importantes de seu país sofreram ciberataques nas últimas semanas, revelou à imprensa que deu a Putin "uma lista" de 16 empresas que "vão desde o setor de energia até nossos sistemas de distribuição de água".

Essas "infraestruturas fundamentais" devem ficar longe dos ataques cibernéticos, disse.

Putin afirmou mais cedo, em sua coletiva de imprensa, que os dois governos decidiram "começar um diálogo sobre cibersegurança", e respondeu que a maioria dos ataques como esse vem dos Estados Unidos.

Últimas