Estado Islâmico

Internacional Biden diz que EUA vão 'caçar e achar' terroristas

Biden diz que EUA vão 'caçar e achar' terroristas

Presidente americano afirmou que líder do Estado Islâmico explodiu todo um andar de um prédio para não ser preso

  • Internacional | Do R7, com informações da AFP

Biden fez um pronunciamento de cinco minutos sobre a operação na Síria

Biden fez um pronunciamento de cinco minutos sobre a operação na Síria

Win McNamee/Getty Images via AFP - 03.02.2022

O presidente dos EUA, Joe Biden, fez um pronunciamento rápido nesta quinta-feira (3), na Casa Branca, para comentar a operação das forças especiais do país que resultou na morte do líder do Estado Islâmico (EI), Abu Ibrahim al-Hashimi al-Qurashi, na Síria.

Biden assegurou que "a operação de ontem à noite removeu um grande líder terrorista do campo de batalha e enviou uma forte mensagem aos terroristas de todo o mundo: vamos caçar vocês e achar vocês".

Ele explicou que o líder do EI se explodiu "em um gesto final de covardia" e que o ataque de forças especiais por terra ocorreu para evitar uma alta mortalidade de civis em um bombardeio aéreo, já que o líder jihadista estava cercado por famílias.

"Em um último ato desesperado de covardia, e sem se importar com a vida de sua própria família ou com a de outras pessoas no prédio, ele achou melhor explodir a si mesmo, não apenas o cinto [de explosivos], mas todo o 3º andar, do que enfrentar a Justiça pelos crimes que cometeu, levando vários familiares com ele, como fez seu antecessor", explicou.

Os soldados americanos que participaram da ação estão bem.

Segundo Biden, Al-Qurashi subiu à liderança do Estado Islâmico em 2019, depois que outra operação de forças americanas eliminou o antecessor, Abu Bakr al-Baghdadi. "Desde então, o EI realizou ataques contra os EUA, seus aliados e incontáveis civis no Oriente Médio, na África e no sul da Ásia. Ele supervisionou operações do grupo ao redor do mundo", afirmou.

O presidente americano também acusou Al-Qurashi de ser o responsável pelo recente ataque contra uma prisão no norte da Síria onde estão detidos combatentes do EI.

"Ele também foi a força que moveu o massacre da minoria yazidi no norte do Iraque em 2014", disse Biden, que citou massacres de vilas inteiras e a venda de mulheres e meninas yazidis como escravas, além do uso massivo de estupros "como arma de guerra".

Últimas