Internacional Bill Clinton se recupera de infecção em hospital dos Estados Unidos

Bill Clinton se recupera de infecção em hospital dos Estados Unidos

Boletim médico informa que ex-presidente norte-americano está bem e que internação não tem ligação com o novo coronavírus

AFP
Bill Clinton foi o 42º presidente dos Estados Unidos

Bill Clinton foi o 42º presidente dos Estados Unidos

Divulgação / 21.9.2018

O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton, de 75 anos, permanece internado em um hospital nesta sexta-feira (15) por uma infecção no centro médico de Irvine, da Universidade da Califórnia, e está se recuperando, informaram na quinta-feira à noite o hospital e o porta-voz do ex-presidente.

Clinton recebeu um tratamento para infecção não relacionada à Covid-19. "Ele está se recuperando, de bom humor", informou em comunicado o porta-voz do ex-presidente (1993-2001), Angel Ureña, no Twitter.

Os médicos do centro médico Irvine disseram que ele foi internado na terça-feira (12) e "reagia bem aos tratamentos" de antibióticos por via intravenosa e informaram que poderia voltar rapidamente para sua casa no estado de Nova York.

Segundo a CNN, Clinton foi tratado de uma infecção urinária que se propagou para o sistema sanguíneo, provocando uma sepse.

Ele viajou para a Califórnia para um evento relacionado com sua fundação quando começou a sentir cansaço. Foi levado ao hospital, onde os médicos descartaram problemas cardíacos ou contágio de Covid-19.

Imagens da imprensa americana mostram sua esposa Hillary — ex-candidata à Presidência — entrando no centro médico junto com sua secretária Huma Abedin.

O laudo médico divulgado pelo porta-voz do ex-presidente afirmou que ele "foi internado para ser monitorado de perto".

"Após dois dias de tratamento, sua contagem de leucócitos está diminuindo e ele está respondendo bem aos antibióticos", explica o texto, assinado pelos doutores Alpesh Amin e Lisa Bardack.

Os médicos estão em contato com a equipe médica de Clinton, incluindo seu cardiologista.

"Esperamos enviá-lo para casa em breve", concluíram, sem apresentar uma previsão de alta.

A equipe de Bill Clinton destacou que o ex-presidente "está incrivelmente agradecido aos médicos, enfermeiras e todos os profissionais de saúde que oferecem excelentes cuidados".

Em março deste ano, Clinton se reuniu com os ex-presidentes Barack Obama e George W. Bush para uma campanha de promoção da vacinação contra a Covid. 

"Quero poder voltar a trabalhar e poder voltar a circular", disse o ex-presidente no anúncio, que tinha como objetivo estimular os americanos a tomar o imunizante contra a pandemia, que já matou mais de 700 mil pessoas no país. 

O ex-presidente participou das cerimônias pelos 20 anos dos atentados terroristas de 11 de setembro em Nova York.

Clinton, natural do Arkansas, foi o 42º presidente dos Estados Unidos, entre 1993 e 2001. Eleito aos 46 anos, ele se tornou o terceiro presidente mais jovem da história do país.

Em 2004, aos 58 anos, ele foi submetido a uma cirurgia de ponte de safena para liberar quatro artérias bloqueadas. Depois do susto, Clinton, conhecido por ter uma queda por alimentos gordurosos, tornou-se vegano.

Em 2010, ele passou por uma nova cirurgia cardíaca no hospital da Universidade de Columbia.

Alan Schwartz, o cirurgião, informou que o ex-presidente foi submetido a duas angioplastias com endopróteses, uma pequena estrutura tubular também conhecida como "stent" que é inserida na artéria para evitar a obstrução.

No mesmo ano, ele declarou que não foi difícil se tornar vegano. "Quando você fez uma ponte de safena quádrupla e quer viver para ser avô [é fácil]", afirmou o ex-presidente. 

Últimas