Coronavírus

Internacional Biontech anuncia que fornecerá mais 75 milhões de doses para UE

Biontech anuncia que fornecerá mais 75 milhões de doses para UE

Bloco europeu  foi criticado por encomendar vacinas tarde demais e em altas quantidades às fabricantes das vacinas

Biontech vai fornecer mais 75 milhões de vacinas para a União Europeia

Biontech vai fornecer mais 75 milhões de vacinas para a União Europeia

Stephane Mahe/Reuters - 14.01.2021

A empresa alemã Biontech anunciou nesta segunda-feira (1º) que fornecerá para a União Europeia (UE) 75 milhões de doses de sua vacina contra a covid-19 no segundo trimestre, após otimizar seus processos de produção.

"Continuamos trabalhando para aumentar a oferta a partir de 15 de fevereiro para atingir o número de doses estipuladas nos contratos", disse o diretor financeiro da empresa, Sierk Poetting, em comunicado.

"Além disso, no segundo trimestre teremos condições de fornecer mais 75 milhões de doses para a UE", acrescentou.

Esse fornecimento faz parte da segunda encomenda da UE, de 200 milhões de doses.

O anúncio da Biontech ocorre quase imediatamente antes de uma cúpula de vacinação convocada pelo governo alemão, com representantes de empresas farmacêuticas e da UE.

A UE foi criticada por encomendar vacinas tarde demais e em quantidades insuficientes às várias empresas.

Além disso, os produtores das três vacinas já licenciadas - Biontech/Pfizer, Moderna e AstraZeneca - tiveram problemas de produção que atrasaram o fornecimento para a UE, o que também gerou debate.

A Biontech agora poderá aumentar sua produção, de acordo com Poetting, porque o trabalho de otimização foi concluído na fábrica belga de Purus.

"Agora, com isso, podemos voltar ao plano original de fornecimento de vacina para a UE", disse Poetting.

Além disso, a nova fábrica em Marburg (região central da Alemanha) foi licenciada com a qual poderá começar a produzir em fevereiro.

Um terceiro componente é que a Biontech aumentou sua rede de cooperação na Europa.

A Biontech planeja quase dobrar sua produção de vacinas diante da demanda mundial e produzir 2 bilhões de doses este ano, em comparação com os 1,3 bilhão inicialmente previstos.

Últimas