Novo Coronavírus

Internacional Buenos Aires testa todos os professores antes da volta às aulas

Buenos Aires testa todos os professores antes da volta às aulas

Escolas argentinas voltarão a receber funcionários e alunos presencialmente a partir do dia 17 de fevereiro

Aulas presenciais começam no dia 17 deste mês na Argentina

Aulas presenciais começam no dia 17 deste mês na Argentina

EFE/Demian Alday Estevez

A cidade de Buenos Aires começou nesta segunda-feira (8) a realizar testes de detecção do novo coronavírus em todos os professores e assistentes dos níveis pré-escolar, fundamental e médio antes de retomar as aulas presenciais, o que acontecerá a partir de 17 de fevereiro.

Leia também: Argentina detecta quatro casos da variante brasileira do coronavírus

De acordo com o governo local, as autoridades de saúde testarão os trabalhadores da educação, professores e não professores, em escolas públicas e privadas, e os resultados serão divulgados em até 14 horas após os exames.

A ideia é realizar os testes a cada 15 dias voluntariamente, e os profissionais terão que solicitar a realização do procedimento no site do Ministério da Educação, onde deverão escolher o dia, horário e local para realizar o exame.

"São dadas as condições e a necessidade, sobretudo para os jovens, de recuperar tudo o que se perdeu no ano passado. Não há motivos que justifiquem a não reabertura das escolas", disse o ministro da Educação da capital argentina, Soledad Acuña.

O retorno às salas de aula foi objeto de polêmica durante semanas, devido às divergências entre o governo de Buenos Aires e os sindicatos de professores, que queriam garantir a segurança dos educadores e evitar a disseminação da Covid-19 quando retornassem às escolas.

Últimas