Internacional Câmara dos EUA aprova comissão para investigar ataque ao Capitólio

Câmara dos EUA aprova comissão para investigar ataque ao Capitólio

Apesar dos esforços da cúpula republicana, 35 membros do partido votaram pela apuração independente da violência de 6 de janeiro

Reuters
Invasão do Congresso por parte de apoiadores de Trump será investigada

Invasão do Congresso por parte de apoiadores de Trump será investigada

Shannon Stapleton / Reuters - 6.1.2021

A Câmara dos Representantes dos EUA aprovou nesta quarta-feira (19) a criação de uma comissão independente para investigar o ataque de 6 de janeiro ao Capitólio por partidários do ex-presidente Donald Trump, com um número significativo de republicanos desafiando as tentativas dos líderes do partido de bloqueá-la.

Leia também: EUA: homem é detido após se gabar de ter invadido o Capitólio em app

Nos últimos dois dias, o líder republicano na Câmara, Kevin McCarthy, e o líder republicano no Senado, Mitch McConnell, trabalharam para barrar um projeto de lei bipartidário que estabelece a comissão para investigar a violência que deixou cinco mortos.

A Câmara aprovou por 252 votos a 175 a comissão, que foi elaborada em linha com o painel que investigou os ataques de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos. O projeto agora vai para o Senado, onde seu futuro não está claro.

O sólido número de republicanos votando pela investigação independente — 35 de 211 que formam a bancada — sinalizou algumas falhas na defesa do partido de Trump em uma votação-chave.

O líder da maioria na Câmara, Steny Hoyer, um democrata, disse que McCarthy "obteve o que pediu" em um acordo sobre a estrutura da comissão, e acrescentou: "Trump não quer esta comissão". McCarthy é um aliado próximo de Trump.

Últimas