Carne podre na Jordânia mata criança e adoece mais de 800

Veículos locais informaram que todos os afetados comeram no mesmo restaurante, onde a carne estava sendo oferecida por metade do preço 

Os casos ocorreram em um restaurante nos arredores da capital da Jordânia, Amã

Os casos ocorreram em um restaurante nos arredores da capital da Jordânia, Amã

Mohammad Hannon/AP

Uma criança morreu e mais de 800 pessoas foram levadas para o hospital depois de adoecerem com intoxicação alimentar, devido à ingestão de carne estragada de um restaurante nos arredores da capital da Jordânia, Amã, dizem relatos publicados pela agência britânica de notícias BBC.

O restaurante oferece shawarmas, o lanche de carne assada, com preços reduzidos dizem a mídia local. As autoridades de saúde descobriram que a carne não havia sido refrigerada, em meio às altas temperaturas da onda de calor que a região enfrenta.

Três pessoas, incluindo o dono do restaurante, foram detidas.

Autoridades de saúde informaram que o menino de cinco anos foi uma das 826 pessoas levadas ao hospital depois que os primeiros casos de intoxicação alimentar foram detectados na área de Ain al-Bashra, no noroeste de Amã, na noite de segunda-feira (27).

O garoto sofreu insuficiência cardíaca e os médicos não conseguiram salvá-lo, disse Mohammad Abed, diretor do Hospital Prince Hussein, à agência de notícias Petra

Acompanhe o noticiário internacional