Novo Coronavírus

Internacional Chile vai usar vacina em dose única contra covid da CanSino

Chile vai usar vacina em dose única contra covid da CanSino

Imunizante chega no momento em que país enfrenta novo pico de infecções mesmo com alto percentual de vacinados

AFP
Vacina da CanSino demonstrou boa resposta imunológica celular

Vacina da CanSino demonstrou boa resposta imunológica celular

Edgard Garrido/Reuters

O Chile recebeu nesta sexta-feira (28) a primeira remessa de 300 mil unidades da vacina chinesa CanSino, de dose única, que será usada prioritariamente em áreas isoladas, em um momento em que as infecções aumentam apesar de 52% da população-alvo estar imunizada.

“É uma vacina que requer apenas uma dose para privilegiar os locais de difícil acesso”, explicou o ministro da Saúde, Enrique Paris, ao receber, no aeroporto de Santiago, o primeiro de três carregamentos confirmados pelo laboratório chinês.

Esta vacina vai se somar às outras três de dose dupla que são aplicadas no Chile: Pfizer/BioNTech, Sinovac (CoronaVac) e AstraZeneca. Destas, a primeira dose já foi aplicada em 10,3 milhões de pessoas; outros 7,8 milhões receberam duas doses.

A população-alvo da vacinação é de 15,2 milhões de chilenos, de um total de 19 milhões de habitantes no sul do país.

Paris informou que esta nova vacina chinesa mostrou um aumento "muito significativo" na imunidade celular 15 dias após a administração e um aumento considerável nos anticorpos aos 28 dias.

Até o momento, a vacina mais aplicada no Chile é a do laboratório Sinovac, que reduz muito o risco de morte e hospitalizações, mas sua eficácia na prevenção do contágio gira em torno de 60%.

Além disso, em um clima de cansaço da quarentena e aberturas de locais públicos, este imunizante requer uma espera de seis semanas a partir da primeira dose para considerar que a pessoa está imunizada.

A remessa da CanSino chega ao Chile enquanto novas infecções disparam. Nesta sexta-feira, foi registrado um dos maiores balanços desde o início da pandemia em março de 2020: 8.680 casos em 24 horas e 119 óbitos e 95% dos leitos das UTIs ocupadas.

O sul do país recebeu mais de 21 milhões de doses de vacinas até o momento: 3,6 milhões da Pfizer/BioNTech, 603,6 mil AstraZeneca e 17,1 milhões da Sinovac, além das 300 mil doses recebidas nesta sexta-feira.

O objetivo do governo chileno, disse Paris, é vacinar jovens de 18 anos em meados de junho, cumprindo o objetivo proposto pelo presidente Sebastián Piñera de imunizar 70% da população-alvo até o final do primeiro semestre de 2021.

O Chile iniciou a vacinação com profissionais de saúde em 24 de dezembro de 2020 e a imunização em massa da população em 3 de fevereiro.

Últimas