China

Internacional China cancela centenas de voos devido a novos focos de Covid

China cancela centenas de voos devido a novos focos de Covid

País registra novos surtos em várias regiões que recebem muitos turistas; milhões de chineses estão em confinamento

AFP
Pessoas fazem fila para ser testadas em um hospital em Pequim

Pessoas fazem fila para ser testadas em um hospital em Pequim

Greg Baker/AFP - 29.10.2021

Os aeroportos de Pequim cancelaram centenas de voos nesta sexta-feira (29) devido ao endurecimento das normas de viagem na China para impedir novos focos de Covid-19 antes do início dos Jogos Olímpicos de Inverno.

O país mais populoso do mundo reduziu ao mínimo o número de casos do novo coronavírus desde o início da pandemia graças às medidas de tolerância zero adotadas pelo governo, como o fechamento de fronteiras, os confinamentos seletivos e os longos períodos de quarentena. 

Agora, a China está enfrentando novos surtos em várias regiões que recebem muitos turistas. Esse quadro levou as autoridades a ordenar que milhões de cidadãos fiquem em casa, restrinjam as viagens entre províncias e se submetam a testes de detecção do novo coronavírus. 

Leia também: Covid: China doará 100 milhões de doses a países em desenvolvimento

O número de casos continua muito mais baixo do que na maioria dos países, com 48 novas infecções notificadas nesta sexta-feira. Ainda assim, o governo chinês prefere não correr riscos. 

Após a detecção de alguns casos de Covid-19, as autoridades locais impuseram um confinamento a dezenas de milhares de pessoas em Pequim, capital do país e cidade que sediará os Jogos Olímpicos em fevereiro.

Segundo a plataforma chinesa Feichangzhun, metade dos voos dos dois principais aeroportos da capital foi cancelada hoje.

Em frente aos centros médicos da capital, longas filas se formavam, com pessoas à espera de cumprir os rígidos controles anti-Covid implementados pelas autoridades sanitárias chinesas. 

Tu Anling, cientista da computação de 24 anos, disse à AFP que precisava de um teste para poder viajar de trem para Nanjing, cidade localizada a cerca de 1.000 quilômetros ao sul da capital.

Muitas regiões estão exigindo que os viajantes apresentem um teste negativo antes de entrar, sobretudo no caso daqueles que se deslocam de cidades onde houve registro recente de infecções.

Últimas