Novo Coronavírus

Internacional China critica saída dos EUA da OMS, oficializada por Trump

China critica saída dos EUA da OMS, oficializada por Trump

Governo chinês afirma que medida terá implicações graves para países em desenvolvimento e pede que outros países ampliem apoio à organização

Reuters - Internacional
Sede da OMS em Genebra

Sede da OMS em Genebra

Reuters

A China criticou a planejada saída dos Estados Unidos da OMS (Organização Mundial da Saúde), afirmando nesta quarta-feira (8) que a medida terá implicações graves para países em desenvolvimento.

Pequim está fazendo um apelo à comunidade internacional para ampliar o apoio à OMS, disse o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian, a jornalistas em um briefing diário.

Saiba mais: Em meio a novo pico de coronavírus no país, Trump oficializa saída dos EUA da OMS

A ONU (Organização das Nações Unidas) disse na terça-feira que os EUA deixarão a OMS em 6 de julho de 2021, depois de receber uma notificação da decisão do presidente norte-americano, Donald Trump, que acusa a agência de ser uma marionete da China durante a pandemia de coronavírus.

Últimas