China

Internacional China pede prudência aos Estados Unidos sobre Taiwan

China pede prudência aos Estados Unidos sobre Taiwan

Declaração vem após o presidente Joe Biden dizer que os EUA defenderiam a ilha se ela for atacada pelos chineses

AFP
A China pediu "prudência" ao presidente americano Joe Biden após suas declarações sobre a defesa de Taiwan

A China pediu "prudência" ao presidente americano Joe Biden após suas declarações sobre a defesa de Taiwan

Thomas Peter/Reuters - 29.04.2020

A China pediu nesta sexta-feira (22) ao presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, "prudência" após suas declarações sobre a defesa de Taiwan em caso de ataque de Pequim.

EUA treinaram tropas taiwanesas em segredo por um ano

"Sobre as questões relacionadas com seus interesses fundamentais, como soberania e integridade territorial, a China não deixa espaço para compromisso", afirmou Wang Wenbin, porta-voz do ministério chinês das Relações Exteriores.

O governo dos Estados Unidos "deveria agir e falar com prudência sobre o tema Taiwan", completou o porta-voz.

Na última quinta-feira (21), o presidente Joe Biden disse que os Estados Unidos defenderiam Taiwan se a ilha for atacada pela China, que a considera parte de seu território. "Estamos comprometidos com isto", dissso. 

Os comentários de Biden vão na contramão da antiga política americana de "ambiguidade estratégica", com a qual Washington ajuda Taiwan a construir suas defesas, mas sem comprometer-se a sair em apoio da ilha.

Últimas