Novo Coronavírus

Internacional China suspende todos os voos entre o país e o Reino Unido

China suspende todos os voos entre o país e o Reino Unido

Nesta manhã, a companhia aérea China Southern já tinha anunciado a suspensão das viagens às ilhas britânicas

MInistro Wang Wenbin não dá data para retorno dos voos ao Reino Unido

MInistro Wang Wenbin não dá data para retorno dos voos ao Reino Unido

EFE / EPA / WU HONG / Arquivo

O governo chinês decidiu suspender todos os voos entre a China e o Reino Unido como medida preventiva dada a recente descoberta de uma mutação do coronavírus Sars-CoV-2 no país europeu, informou nesta quinta-feira (24) o ministro das Relações Exteriores do país, Wang Wenbin.

"A China tomou nota das práticas de outros países e suspendeu os voos entre a China e o Reino Unido", disse Wang durante a coletiva diária à imprensa estrangeira.

A medida, destacou, foi adotada "levando em consideração a situação especial e as possíveis repercussões dessa variante do coronavírus, e com o objetivo de salvaguardar a saúde e o intercâmbio entre os povos da China e de outros países".

O porta-voz não especificou prazo para retomada e destacou que sua secretaria vai acompanhar a situação e anunciar novos ajustes quando julgar conveniente.

A potência asiática segue assim as medidas adotadas por outros países, como Japão, Canadá ou Coreia do Sul.

Nesta manhã, a companhia aérea China Southern, uma das maiores do país, já tinha anunciado a suspensão das ligações aéreas com as ilhas britânicas.

Além disso, o fechamento da fronteira de Hong Kong com a antiga metrópole, o Reino Unido, também entra em vigor hoje pelos mesmos motivos, em um momento em que a quarta onda de infecções parece começar a diminuir na cidade semiautônoma.

Na China continental, o número total de infectados ativos é 315, dos quais 6 são graves.

Números divulgados hoje pela Comissão Nacional de Saúde da China mostram que, desde o início da pandemia, 4.634 pessoas morreram entre os 86.899 infectados oficialmente diagnosticados, enquanto 81.950 conseguiram sarar.

Hong Kong, por sua vez, registrou 8.354 infectados desde o início da pandemia, dos quais 133 morreram.

Últimas