Internacional Ciclone de grandes proporções devasta Vanuatu e mata ao menos 8

Ciclone de grandes proporções devasta Vanuatu e mata ao menos 8

ONU prepara uma grande operação de ajuda humanitária

Ciclone de grandes proporções devasta Vanuatu e mata ao menos 8

Ciclone Vanuatu arrancou telhados de casas e derrubou árvores

Ciclone Vanuatu arrancou telhados de casas e derrubou árvores

EFE

Uma das maiores tempestades da história no Oceano Pacífico devastou neste sábado (14) Vanuatu, país insular ao nordeste da Austrália, arrancando os telhados das casas, derrubando árvores e matando pelo menos oito pessoas e há perspectivas para que esse número aumente, segundo autoridades.

A ONU (Organização das Nações Unidas) está preparando uma grande operação de ajuda humanitária, e a Austrália disse estar pronta para oferecer toda a ajuda possível aos vizinhos.   

Com ventos que chegaram a 340 quilômetros por hora, o ciclone Pam isolou Vanuatu, que ficou praticamente sem energia elétrica e comunicação e enfrenta uma crescente possibilidade de registrar fome e sede em decorrência do desastre natural.   

Informações não confirmadas já aumentaram o número de mortos para dezenas de pessoas, mas equipes de ajuda humanitária disseram que demorará dias ou semanas para que se conheça a extensão exata dos estragos.

Alice Clements, porta-voz do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) em Vanuatu, disse que “parecia que o mundo ia acabar”.

— Foi como se uma bomba tivesse explodido no centro da cidade. Não há energia. Não há água.  

Tom Skirrow, diretor nacional do grupo de ajuda humanitária Save The Children, disse à Reuters que o Gabinete de Gerenciamento de Desastres Nacionais de Vanuatu confirmou oito mortos e 20 feridos. Ele afirmou que esses números devem subir substancialmente.

Equipes humanitárias em Papua Nova Guiné disseram que pelo menos uma pessoa morreu no país.

    Access log