Novo Coronavírus

Internacional Cidade chinesa na fronteira com a Rússia impõe quarentena de 28 dias

Cidade chinesa na fronteira com a Rússia impõe quarentena de 28 dias

Estrangeiros não podem entrar na cidade de Harbin e detentores do passaporte chinês terão que se submeter a testes e isolação obrigatória

Estrangeiros terão que passar por quarentena na China

Estrangeiros terão que passar por quarentena na China

Huizhong Wu/Reuters - 11.4.2020

A cidade de Harbin, localizada no nordeste da China, na fronteira com a Rússia, obrigará os viajantes vindos do exterior a ficarem 28 dias em quarentena, devido o aumento de casos de coronavírus, a doença provocada pelo novo coronavírus na região.

De acordo com informações publicadas pela imprensa local nesta segunda-feira (13), os estrangeiros seguirão proibidos de entrar na capital da província de Heilongjiang, o que já vigora desde 28 de março, enquanto os detentores de passaporte chinês terão que se submeter a testes e serão isolados.

De acordo com o noticiário, essas pessoas deverão permanecer a metade dos 28 dias em um lugar designado pelo governo da cidade e a segunda na casa em que vivem.

As zonas residenciais de Harbin que receberem pacientes confirmados com o novo coronavírus e casos assintomáticos ficarão sob vigilância durante duas semanas.

As autoridades locais, além disso, recompensará com 2 mil yuanes (R$ 1,3 mil) por informações sobre viajantes que chegaram à cidade e não se registraram, como forma de tentar burlar a quarentena.

De acordo com o mais recente boletim, a província de Heilongjiang tem 257 casos confirmados, sendo sete contágios locais confirmados neste domingo. Além disso, foram 49 "importados" da Rússia.

Últimas