Cidade na Inglaterra fecha após aumento de casos de covid-19

Leicester foi responsável por 10% de todos os casos positivos da nação na semana passada. O fechamento permanecerá por pelo menos 14 dias

As medidas impostas em Leicester  permanecerão em vigor por pelo menos 14 dias

As medidas impostas em Leicester permanecerão em vigor por pelo menos 14 dias

Tim Keeton /EFE/EPA - 01.06.2020

O governo do Reino Unido ordenou a partir desta terça-feira (30) o confinamento da cidade de Leicester, no centro da Inglaterra, devido ao aumento dos casos de covid-19, enquanto no restante do país segue com o desconfinamento programado.

As lojas que vendem itens não essenciais e escolas permanecerão fechadas, enquanto que o plano de reabertura do próximo sábado, de bares e restaurantes na Inglaterra serão suspensos em Leicester, uma cidade com cerca de 400 mil habitantes.

Este é o primeiro confinamento em nível local desde que o governo começou este mês o relaxamento lento das restrições de movimento impostas no final de março para conter a pandemia do novo coronavírus no Reino Unido.

Leicester foi responsável por 10% de todos os casos positivos na Inglaterra na semana passada, informou o ministro da Saúde, Matt Hancock, ontem à noite no Parlamento.

As medidas impostas nesta cidade permanecerão em vigor por pelo menos duas semanas, embora sejam revisadas regularmente, com a possibilidade de estender o confinamento, se necessário, para conter os surtos, disse o ministro.

Como ele explicou, as escolas foram fechadas porque as crianças foram particularmente afetadas pelo surto e existe o risco de infectar outras pessoas.

Segundo as autoridades municipais da cidade, desde o início da pandemia em março, o Leicester registrou 3.216 casos, dos quais 944 ocorreram nas últimas duas semanas.

De acordo com os últimos dados oficiais, o Reino Unido registrou 25 novas mortes por covid-19 ontem, um total de 43.575 óbitos desde o início da pandemia e 815 contágios da doença em 24 horas.