Internacional 'Coletes amarelos' protestam no 1º aniversário do movimento

'Coletes amarelos' protestam no 1º aniversário do movimento

Polícia deteve 16 pessoas e outras 1.192 foram alvo de controles preventivos em novos confrontos na capital da França

Coletes amarelos

Cerca de 140 manifestações foram convocadas por toda a França

Cerca de 140 manifestações foram convocadas por toda a França

Christophe Petit Tesson/EFE - 16.11.2019

Os "coletes amarelos" entraram novamente em confronto, na manhã deste sábado (16), com as forças de seguranças em Paris, em um protesto no fim de semana que marca o primeiro aniversário deste movimento.

Os policiais afirmaram à Agência Efe que até às 10h (hora local), 16 pessoas foram detidas e 1.192 controles preventivos na capital da França pelo dispositivo de segurança instalado antecipando aos distúrbios.

As primeiras intervenções importantes dos agentes ocorreram em torno de Porte de Champerret, onde um ponto de concentração havia sido organizado e foi o ponto de partida de uma manifestação iniciada às 11h30 (hora local) que seguiu em direção à estação de Austerlitz.

Uma hora antes do início da passeata, manifestantes interromperam o tráfego nos arredores de Paris. No entanto, eles foram dispersados em poucos minutos pela polícia.

Pouco tempo depois, várias barricadas foram queimadas e os policiais usaram gás lacrimogêneo para dispersar os manifestantes.

As autoridades proibiram qualquer tipo de concentração neste final de semana em vários bairros centrais da capital, começando pela Avenida Champs-Élysées.

Cerca de 5 mil agentes foram mobilizados na capital para evitar confrontos com os "coletes amarelos", que convocaram 140 manifestações em toda a França.

Os serviços secretos, citados pelo jornal francês "Le Figaro", estimam que cerca de 30 mil pessoas vão às ruas hoje, um número distante dos 282 mil contabilizados pela polícia no primeiro protesto, no dia 17 de novembro de 2018.