Internacional Colômbia captura acusado de planejar ataque contra os EUA

Colômbia captura acusado de planejar ataque contra os EUA

Homem estaria envolvido em um possível atentado contra a sede diplomática do país em Bogotá entre 2019 e 2020

Momento em que Carlos Fernando Melo Narváez foi preso

Momento em que Carlos Fernando Melo Narváez foi preso

EFE - 02.05.2021

As autoridades da Colômbia capturaram, em Bogotá, Carlos Fernando Melo Narváez, cuja extradição é pedida pelos Estados Unidos por supostamente ter participado do planejamento de um atentado contra a embaixada americana na capital colombiana.

De acordo com um comunicado do Ministério Público colombiano, Melo é solicitado pelo tribunal do distrito Sul de Nova York pelos supostos crimes de "tráfico de drogas, terrorismo e porte de armas de fogo".

O capturado, de acordo com a solicitação da corte nova-iorquina, estaria envolvido no planejamento de um possível atentado contra a sede diplomática dos EUA em Bogotá entre 2019 e 2020.

"Contra ele há indícios deque teria feito contato com um grupo de pessoas para que vigiasse e tirasse fotos da sede diplomática e da equipe de segurança", detalhou a procuradoria.

O sistema judicial dos EUA também o acusa de ter contatos com dissidentes das Farc e do Exército de Libertação Nacional (ELN) para "supostamente coordenar a saída de narcóticos através do Equador e do Panamá".

As Forças Armadas colombianas disseram, em comunicado, que o homem capturado "coordenou a entrada de armas e explosivos na capital para atacar a Embaixada dos EUA na Colômbia".

De acordo com a corporação, ele fez "contato com a Frente Domingo Lain Saenz, da Frente de Guerra Oriental do ELN, a fim de aumentar a sua rede de negócios ilícitos".

Durante as investigações, foi estabelecido que, durante o período de isolamento em 2020 devido à pandemia, Melo Narváez esteve aparentemente no Equador e retornou à Colômbia no final de novembro. Depois de passar meses no departamento de Nariño, na fronteira com o Equador, se mudou há alguns dias para Bogotá, onde foi localizado.

A Direção de Assuntos Internacionais do Ministério Público, através do Ministério das Relações Exteriores, informou a embaixada dos Estados Unidos da captura de Melo para que o pedido de extradição seja formalizado.

Últimas