Coronavírus

Internacional Colômbia confirma primeiro caso da variante delta do coronavírus

Colômbia confirma primeiro caso da variante delta do coronavírus

Paciente contraiu o vírus durante uma viagem para os Estados Unidos e apresentou no dia seguinte do desembarque em Cali

Agência EFE
Autoridades colombianas confirmam os primeiros casos da variante delta no país

Autoridades colombianas confirmam os primeiros casos da variante delta no país

Carlos Ortega/EFE - Arquivo

O governo da Colômbia confirmou neste sábado (24) a presença no país da variante delta do coronavírus, que já se encontra em uma centena de países e que tem apresentado maior transmissão do vírus.

"O Instituto Nacional de Saúde (INS) identificou a presença da variante delta em nosso país em um caso que foi testado na cidade de Cali", anunciou o presidente da Colômbia, Iván Duque.

Trata-se de uma pessoa que no mês passado viajou aos Estados Unidos para visitar familiares, voltou à Colômbia nos primeiros dias de julho e começou a apresentar sintomas no dia seguinte ao desembarque, revelou a diretora do INS, Martha Lucía Ospina.

"Essa pessoa cumpriu o protocolo de isolamento", disse Ospina, acrescentando que seu teste foi analisado em laboratório porque "cumpria as características para sequenciação" e detectaram a linhagem da variante delta.

Essa variante, que já multiplicou os casos nos países europeus, surge no momento em que a Colômbia começa a sair de seu terceiro e mais letal pico da pandemia, que se estendeu por mais de três meses, deixando hospitais do país em colapso e registrando mais de 600 mortes diárias.

Até o momento, segundo autoridades de saúde, foram detectados no país 4.705.734 casos e 118.188 mortes por covid-19, onde até agora as variantes alfa (detectada no Reino Unido) e gama (detectada no Brasil) são predominantes.

"Essa variante (delta) tem possibilidade de continuar se espalhando e na América Latina está presente em 14 países", disse Duque, pedindo para a população não se alarmar, seguir protocolos de biossegurança como o uso de máscaras obrigatórias, distanciamento e lavar as mãos e vacinar-se.

"Foi possível constatar que em locais onde essa variável está presente pode haver maior transmissibilidade do vírus e por isso é fundamental avançar em todos os processos de vacinação", disse o presidente, lembrando que hoje será atingida a meta de mais de 25 milhões de doses aplicadas no país.

Além disso, já existem 10.889.063 pessoas que receberam a dosagem completa, ou seja, cerca de 21,6% da população colombiana.

EUA distribuem brindes inusitados para estimular vacinação

Últimas