Internacional Colômbia receberá em abril 2,2 milhões de vacinas da Pfizer

Colômbia receberá em abril 2,2 milhões de vacinas da Pfizer

País pretende imunizar 70% da população para atingir a imunidade de rebanho; até agora, percentual de vacinados é de 1,14%

Campanha de vacinação teve início em 17 de fevereiro

Campanha de vacinação teve início em 17 de fevereiro

Christophe Petit Tesson/EFE/EPA - 06.03.2021

A Colômbia receberá em abril 2,2 milhões de doses da vacina contra a covid-19 da empresa farmacêutica americana Pfizer, segundo informações divulgadas por fontes oficiais na quarta-feira (10).

"A Pfizer acaba de confirmar a chegada e entrega na Colômbia de 2,2 milhões de vacinas durante o mês de abril", escreveu o ministro da Saúde colombiano Fernando Ruiz no Twitter.

De acordo com a projeção do Departamento Administrativo Nacional de Estatísticas (Dane), neste ano o país terá 51.049.498 habitantes, e o governo procura vacinar 70% da população para atingir a imunidade de rebanho.

Para esse fim, a Colômbia adquiriu 61,5 milhões de vacinas de Pfizer, AstraZeneca, Moderna, Janssen (Johnson & Johnson) e Sinovac, das quais já recebeu 2,1 milhões — incluindo frascos da Pfizer e de CoronaVac — e começou a aplicá-las em 17 de fevereiro.

Por outro lado, o governo abriu a possibilidade para empresas privadas adquirirem vacinas com seus próprios recursos e aplicá-las a seus funcionários.

"Há a possibilidade de que quando tivermos passado o estágio em que estamos (vacinação do pessoal médico e mais de 80 anos) abra as portas para que fornecedores privados possam comprar e adquirir vacinas", afirmou o ministro no programa diário "Prevenção e Ação", no qual o presidente Iván Duque relata a situação da pandemia.

O ministro informou que após 21 dias de vacinação contra o coronavírus, a Colômbia tem 403.095 pessoas imunizadas, o equivalente a 1,14% da população para a qual a campanha é dirigida.

Até agora, o país vizinho reportou 2,28 milhões de casos de covid-19 e 60.773 mortes em decorrência da doença.

Últimas