Eleições EUA 2020

Internacional Com margem apertada, Pensilvânia deve ter resultado nesta 6ª

Com margem apertada, Pensilvânia deve ter resultado nesta 6ª

Trump segue na frente, mas por uma margem cada vez menor, em um Estado que é absolutamente necessário para que ele consiga a reeleição

Funcionários carregam caixas com votos em centro de apuração na Filadélfia

Funcionários carregam caixas com votos em centro de apuração na Filadélfia

Tracie Van Auken / EFE - EPA - 4.11.2020

Restando cerca de 300 mil votos para serem contabilizados, o Estado da Pensilvânia deve ter uma projeção do resultado local na eleição dos EUA nesta sexta-feira (6). Até a noite desta quinta, o presidente Donald Trump ainda liderava contra o democrata Joe Biden, mas com uma margem cada vez menor, de 90,5 mil votos.

Acompanhe a apuração da eleição dos EUA no mapa interativo

Em uma coletiva de imprensa, a secretária de Estado da Pensilvânia, Kathy Boockvar, assegurou que os votos serão todos contados e defendeu o sistema e os funcionários que fazem a apuração.

"Eles são extremamente profissionais. Não importa o método que o cidadão escolheu, posso dizer que cada um deles é totalmente seguro", afirmou ela.

Margens reduzidas

A Pensilvânia já apurou cerca de 93% dos votos e pode decidir o pleito caso Biden consiga vencer no Estado. Isso porque ele precisa de 270 delegados no Colégio Eleitoral e tem 253 neste momento. A Pensilvânia tem 20 delegados, o que daria a vitória a ele sem precisar de nenhum outro dos cinco Estados que ainda estão em aberto.

Na Geórgia, a diferença também está menor a cada nova atualização. Trump está na frente, com 49,5% dos votos, e Biden tem 49,3%, uma vantagem para o republicano que no momento é de apenas 9,5 mil, com 98% dos votos apurados. A Geórgia concede 16 votos para o Colégio Eleitoral.

Últimas