Coronavírus

Internacional Com pandemia, Nova York tem desfile atípico de Ação de Graças

Com pandemia, Nova York tem desfile atípico de Ação de Graças

Com isolamento, a tradicional parada com balões gigantes ficou restrita a um percurso menor e sem plateia, apenas para gravação de imagens

Desfile em Nova York foi realizado
 em percurso menor e sem plateia

Desfile em Nova York foi realizado em percurso menor e sem plateia

Jason Szenes / EFE - EPA - 26.11.2020

O tradicional desfile de Ação de Graças de Nova York foi realizado nesta quinta-feira mas sem público e com um percurso mais curto devido às restrições impostas para frear a pandemia do novo coronavírus.

Leia também: EUA batem recorde no número de internados com covid-19

Os gigantescos balões flutuantes, carros alegóricos e grupos de dança percorreram algumas das ruas da 'Big Apple', a partir da Rua 34, onde está localizada a Macy's. Este desfile, criado em 1924, simboliza o início das férias de Natal nos Estados Unidos.

Cenário diferente

Mas os gritos animados das crianças, os dedos apontando para a nova boneca na esquina ou os pequenos subindo nos ombros dos pais foram substituídos neste ano por técnicos e policiais uniformizados que garantiram que o evento continuasse sem incidentes, além da chuva que caiu várias vezes.

As cordas da maioria dos balões gigantes, tradicionalmente seguradas por dezenas de voluntários, desta vez foram amarradas a pequenos veículos.

O desfile também abriu espaço para os organizadores de outras celebrações tradicionais que foram suspensas após o início da pandemia, como os representantes do Dia de São Patrício, que foi cancelado pela primeira vez em 258 anos, e o Desfile da Sereia, que é realizado em junho, no bairro de Coney Island, e abre a temporada de verão.

Neste ano, a caravana também quis prestar homenagem aos espetáculos da Broadway, que fecharam as portas em março, com breves apresentações como "Hamilton" e "Radio City Rockettes", que nesta temporada cancelou suas apresentações.

A organização também não quis quebrar a tradição da inclusão de novos carros alegóricos. A produtora Warner Bros apresentou um carro alegórico de "Tom e Jerry", e a marca de cosméticos Olay participou com uma construção de uma astronauta que reivindicava uma maior participação das mulheres no âmbito científico.

Últimas