Internacional Com problemas, Boeing 787 da Japan Airlines retorna ao aeroporto de Boston

Com problemas, Boeing 787 da Japan Airlines retorna ao aeroporto de Boston

Um defeito na bomba de combustível foi detectado

Em janeiro, várias agências de segurança aérea ordenaram que os aviões desse modelo permanecessem em terra após dois incidentes

Em janeiro, várias agências de segurança aérea ordenaram que os aviões desse modelo permanecessem em terra após dois incidentes

AP /Stephan Savoia

Um avião Boeing 787 Dreamliner, operado pela Japan Airlines, foi obrigado a retornar ao Aeroporto Internacional Logan de Boston nesta quinta-feira (18) por causa de um problema na bomba de combustível, embora o incidente não fosse considerado uma emergência, informou a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA, na sigla inglês).

O avião partiu de Boston às 12h57 locais, mas foi obrigado a voltar ao aeroporto às 18h locais.

Através do Twitter, o aeroporto americano informou que o Boeing 787 optou pelo retorno por uma "medida de precaução".

Companhias aéreas insistem que permanecerão com o Boeing Dreamliner depois de incêndio

Relembre os maiores acidentes aéreos dos últimos anos nos Estados Unidos

Morre terceira vítima do acidente aéreo de San Francisco

Na última semana, o aeroporto londrino de Heathrow, o de maior tráfego da Europa, fechou suas duas pistas de aterrissagem por causa de um incêndio com outro Boeing 787 Dreamliner, este da companhia Ethiopian Airines, que permanecia estacionado e sem passageiros.

A companhia aérea etíope foi a primeira companhia de aviação do mundo a retomar os voos comerciais com seus Boeing 787 Dreamliner no último dia 27 de abril , três meses depois que problemas técnicos foram detectados no sistema de bateria dessas aeronaves.

Em janeiro, várias agências de segurança aérea ordenaram que os aviões desse modelo permanecessem em terra após dois incidentes provocados pelo superaquecimento das baterias.

No último dia 27 de abril, os voos com Boeing 787 foram retomados entre Adis-Abeba (Etiópia) e Nairóbi (Quênia). 

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia

Últimas