Internacional Conflito em fronteira da Índia com a China deixa pelo menos 20 mortos

Conflito em fronteira da Índia com a China deixa pelo menos 20 mortos

Número de baixas do exército da Índia subiu para 20 porque muitos soldados estavam com ferimentos graves; a China teve baixas mas não disse quantas

  • Internacional | Do R7

Soldados do Exército Indiano descansam perto da fronteira com a China

Soldados do Exército Indiano descansam perto da fronteira com a China

Stringer / Reuters - 16.6.2020

O Exército da Índia informou nesta terça-feira (16) que subiu para 20 o número de militares indianos que morreram após um confronto com forças chinesas na fronteira entre os dois países. Há informações de que a China também sofreu baixas, mas o número não foi confirmado.

O incidente aconteceu na noite de segunda-feira (15), na região fronteiriça de Ladakh, na cordilheira do Himalaia, no primeiro incidente do tipo entre as forças de segurança dos dois países desde 1975.

Inicialmente, houve a informação de que três militares indianos tinham morrido, mas o número aumentou porque muitos foram feridos e estavam em estado grave, em um local de difícil acesso e com temperaturas abaixo de zero. Os dois lados também afirmam que não houve disparos de armas de fogo.

Troca de acusações

O governo chinês acusou os militares indianos de invadirem o seu território e de provocarem o confronto, que aconteceu em um local conhecido como vale Galwan.

"O que nos choca é que as tropas indianas violaram o consenso entre os dois lados, atravessaram a fronteira ilegalmente duas vezes e realizaram ataques contra pessoal chinês, o que resultou em sérios conflitos físicos", disse o porta-voz do ministério das Relações Exteriores da China, Zhao Lijian.

Por sua vez, o ministério das Relações Exteriores da Índia se manifestou em um comunicado, em que dizia que o incidente aconteceu como o "resultado de uma tentativa do lado chinês de mudar unilateralmente o status do vale Galwan", possivelmente indicando uma tomada da região.

Fronteira e conflitos

No momento, há milhares de soldados dos dois países, além de caminhões blindados e artilharia, posicionados a poucas centenas de metros uns dos outros, dos dois lados da fronteira. A tensão na região próxima ao Tibete já dura mais de um mês.

A fronteira de mais de 3.500 quilômetros entre a China e a Índia na região de Ladakh não é formalmente estabelecida e já foi alvo de um conflito armado nos anos 60, a chamada Guerra Sino-Indiana. A região é basicamente coberta por montanhas que fazem parte da cadeia do Himalaia.

Últimas