Novo Coronavírus

Internacional Continente americano tem 37 milhões de vacinados contra covid

Continente americano tem 37 milhões de vacinados contra covid

Países latinos esperam chegada ou reforço de vacinas do Covax até o final de fevereiro para impulsionar imunização em massa

  • Internacional | Da EFE

Américas distribuíram mais de 37 milhões de vacinas contra covid-19

Américas distribuíram mais de 37 milhões de vacinas contra covid-19

Sergio Perez/Reuters – 04.02.2021

No dia em que as Américas chegaram a mais de 37 milhões de pessoas vacinadas contra a covid-19, outra boa notícia animou um continente assolado pela pandemia: o anúncio de que o mecanismo Covax começará a distribuir um total de 337 milhões de doses para países de baixa e média renda, muitos deles na América Latina, até o final de fevereiro.

Em contraste com a Europa, que está sob o domínio de uma terceira onda da pandemia e luta contra a escassez de imunizantes, muitos países nas Américas, especialmente na América Central e no Caribe, não começaram a vacinar e estão observando com esperança o início do plano Covax.

Na América do Sul, Chile e Peru estão fazendo progressos no processo de vacinação de seus habitantes diante do declínio das infecções. Já a Colômbia, que tem o segundo maior número de casos na região, com 2,1 milhões, atrás apenas do Brasil que tem 9,28 milhões, espera iniciar a vacinação no próximo dia 20 com mais de 300 mil doses.

E, enquanto os países organizam seus programas de vacinação por fases, a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou hoje que o número de novos casos globalmente caiu em 13% na última semana, marcando a terceira semana consecutiva de declínio de contágio.

Nos últimos sete dias, a OMS recebeu relatórios de 3,7 milhões de novos casos em todo o mundo, contra 5 milhões por semana no início do ano.

"A transmissão está em baixa em muitos países, mas não podemos esquecer como chegamos aqui, o preço que pagamos", declarou a chefe da célula técnica da OMS sobre HIV/Aids, Maria Van Kerkhove, em um briefing de mídia social.

Campanha de vacinação até agora

Em um cálculo cumulativo da Our World in Data, cerca de 103,81 milhões de vacinas contra a covid-19 foram inoculadas no mundo. A América do Norte e a Europa são as regiões em que mais doses foram distribuídas, apesar dos problemas que surgiram com a AstraZeneca para acelerar a produção dos frascos.

Entre os países que têm vacinação todos os dias, Israel continua se posicionando como líder, com 5,09 milhões dentro de uma população de 8,66 milhões de pessoas, enquanto os Estados Unidos marcam 32,5 milhões de imunizações. Em seguida, vêm China, com 24 milhões, e o Reino Unido, com mais de 10 milhões.

Quanto à América Latina, o Brasil chega a 2,29 milhões de vacinas, seguido pelo México, com 667.539, enquanto a Argentina tem 375.851 e aguarda as negociações da Rússia com dois laboratórios argentinos para a produção da vacina Sputnik V no país vizinho.

Os gráficos também mostram em seu conjunto que a América do Sul completa um total de 2,57 milhões de frascos fornecidos entre sua população.

Porta do Covax

O anúncio feito pelo Covax, mecanismo criado para favorecer o acesso equitativo às vacinas, para fornecer 337 milhões de doses a países de média e baixa renda, vários deles na América Latina, abre uma porta para que a urgência dessas imunizações se torne uma realidade.

A plataforma da OMS informou em um comunicado que todas essas doses correspondem à vacina desenvolvida pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford, com 96 milhões de frascos que serão produzidos diretamente pela farmacêutica e 240 milhões pelo Serum Institute of India (SII). o mesmo com o qual o governo brasileiro negociou.

Da vacina da parceria entre a Pfizer e a BioNTech, 1,2 milhão de doses serão distribuídas nesta fase inicial, disse o chefe da Gavi Aliança, Seth Berkley. O total de doses anunciadas cobre 3,3% da população nos 145 países agraciados.

Últimas