Coreia do Norte ainda não teve casos de coronavírus, diz OMS

Segundo o representante da OMS em Pyongyang, a Coreia do Norte ainda não detectou casos de covid-19 após ter testado mais de 2.700 pessoas

País conduziu testes em cerca de 3.000 pessoas

País conduziu testes em cerca de 3.000 pessoas

Jorge Silva - EFE/EPA 27.08.2020

A Coreia do Norte ainda não detectou um único positivo para covid-19 após ter testado mais de 2.700 pessoas, anunciou hoje o site especializado NK News, citando o representante da Organização Mundial da Saúde (OMS) no país isolado.

Até 20 de agosto, a Coreia do Norte havia realizado testes de PCR em 2.767 pessoas e todas deram negativo, segundo o representante da OMS em Pyongyang, o filipino Edwin Salvador.

Caso suspeito

Sobre o desertor norte-coreano que recentemente voltou ao país vindo da Coreia do Sul e que o regime afirmava ser o primeiro caso suspeito de covid-19 no país — os testes realizados não foram "conclusivos"—, Salvador disse que Pyongyang não deu detalhes sobre isso.

Em relação a este caso, cerca de 3.700 pessoas que tiveram contato com este desertor na cidade fronteiriça de Kaesong completaram com sucesso a quarentena na semana anterior, quando ainda havia cerca de 1.700 pessoas isoladas, acrescentou Salvador.

Fronteiras fechadas

O país manteve suas fronteiras firmemente fechadas desde o final de janeiro, um movimento que está prejudicando sua economia em crise.

Recentemente, Pyongyang limitou a entrada de produtos de seu principal parceiro comercial, a China, temendo que estivessem contaminados com o patógeno.

A alfândega chinesa informou esta semana que o comércio entre os dois vizinhos totalizou 73,8 milhões de dólares (cerca de 62,3 milhões de euros) em julho.

Isso é 24% menos que em junho devido às novas restrições acionadas pela Coreia do Norte, país que, por seus recursos escassos, é extremamente vulnerável ao SARS-CoV-2.