Coreia do Norte
Internacional Coreia do Norte ameça Trump caso ele insulte Kim novamente

Coreia do Norte ameça Trump caso ele insulte Kim novamente

Pyongyang disse que declarações recentes do presidente dos EUA são fruto dodo 'medo' de Trump pelo fim das conversas de desnuclearização

Coreia do Norte pede que Trump pense duas vezes

Coreia do Norte pede que Trump pense duas vezes

Kevin Lamarque/Reuters - 30.06.2019

O governo da Coreia do Norte exigiu nesta terça-feira (10) que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, desista de insultar Kim Jong-un e pense duas vezes antes de fazer novas declarações se quiser evitar "consequências catastróficas".

A Coreia do Norte disse que as recentes afirmações beligerantes de Trump são fruto do "nervosismo" e do "medo" do presidente americano, já que se aproxima o fim do prazo que o regime de Kim deu à Casa Branca para mudar de postura nas negociações sobre a desnuclearização do país.

"Pode ser que Trump esteja muito nervoso, mas é melhor que aceite o 'status quo' que semeou e pense duas vezes se não quiser ver consequências catastróficas", ameaçou o vice-presidente do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte, Ri Su-yong, considerado uma figura muito próxima a Kim.

No texto, publicado pela agência estatal de notícias KCNA, Ri afirma que as "palavras e expressões ditas uma atrás da outra por Trump soam como uma ameaça à primeira vista, mas que, na verdade, são uma confirmação do medo que ele sente por dentro".

"Trump faria bem se abandonasse uma linguagem insultante que possa ofender ainda mais o presidente Kim, que absteve de usar expressões irônicas e irritantes como a outra parte está fazendo", completou o representante norte-coreano.

Depois do último teste de mísseis realizado pela Coreia do Norte, Trump alertou que não descartou utilizar uma opção militar contra o país e voltou a chamar Kim de "homem-foguete", algo que não fazia desde 2017.