Coreia do Sul e EUA iniciam amanhã exercícios bélicos na península

Diferente de outras vezes, Coreia do Norte vem evitando condenar os atuais exercícios militares

O complexo de Kaesong, fechado desde 8 de abril, será reaberto em breve, segundo acordo das duas Coreias
O complexo de Kaesong, fechado desde 8 de abril, será reaberto em breve, segundo acordo das duas Coreias 06.06.2013/JUNG YEON-JE / AFP

Os Exércitos de Coreia do Sul e Estados Unidos começam nesta segunda-feira manobras anuais em território sul-coreano, em um ambiente marcado pelo recente acordo entre Seul e Pyongyang para reabrir o complexo industrial de Kaesong, informou neste domingo (18) o Comando Conjunto.

O exercício Ulchi Freedom Guardian, assistido por computador, durará 12 dias e vai mobilizar cerca de 50 mil soldados sul-coreanos e 30 mil americanos, dos quais 3.000 procedem de bases domésticas e da região do Pacífico.

Sul-coreanos visitam Kaesong

As manobras têm como objetivo examinar a capacidade dos dois exércitos para garantir a segurança na península coreana e a reforçar a capacidade de defesa combinada dos dois aliados, segundo informação do Comando Conjunto divulgada pela agência Yonhap.

Antes do início do Ulchi Freedom Guardian, o regime da Coreia do Norte evitou, de maneira incomum, condenar sua execução, possivelmente devido à recente melhora das relações entre as duas Coreias, segundo os observadores.

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia