Novo Coronavírus

Internacional Coreia do Sul testa 35 mil pessoas após novo surto de covid-19

Coreia do Sul testa 35 mil pessoas após novo surto de covid-19

Novo pico de transmissão começou em região boêmia de Seul e já deixou 131 infectados e autoridades estão tentando conter transmissões comunitárias

Novo surto de coronavírus 
deixou 131 infectados

Novo surto de coronavírus deixou 131 infectados

Yonhap/via REUTERS - 11.5.2020

Cerca de 35 mil pessoas já foram testadas na Coreia do Sul, em relação ao surto do novo coronavírus recentemente detectado em uma zona de vida noturna de Seul e que causou mais de 130 infecções e colocou as autoridades locais em alerta para evitar uma propagação da doença.

"Até agora, em relação ao caso de Itaewon, 35 mil pessoas foram testadas", explicou Yoon Tae-ho, principal responsável o mais alto funcionário encarregado de desinfecção do governo sul-coreano.

Yoon também disse que dos 29 novos casos detectados na Coreia do Sul ontem, 26 correspondem a infecções comunitárias e, desses, 20 estão relacionados ao surto que acredita ter tido origem no bairro de Itaewon, em Seul, conhecido por seus múltiplos bares e boates.

No total, o surto gerou um total de 131 infecções até agora.

As autoridades consideram que vários bares em Itaewon podem ter atuado como vetores do contágio e solicitaram a todos aqueles que visitaram a região entre 24 de abril e 6 de maio que fossem testados.

As autoridades conseguiram estabelecer, usando dados de GPS de telefones celulares ou pagamentos com cartão, que mais de 10 mil pessoas estavam em bares na área naquele momento.

No entanto, como vários desses bares estão vinculados à comunidade LGTBI, que é fortemente discriminada na Coreia do Sul. Talvez por isso, cerca de 700 pessoas ainda não foram localizadas, pois aparentemente forneceram informações falsas na entrada desses estabelecimentos.

Últimas