Coronavírus

Internacional Coronavírus: Angela Merkel é colocada em quarentena preventiva

Coronavírus: Angela Merkel é colocada em quarentena preventiva

Primeira-ministra da Alemanha foi para isolamento depois que um médico que a atendeu na última sexta testou positivo para a covid-19

  • Internacional | Do R7, com EFE

A primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, se colocou em quarentena

A primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, se colocou em quarentena

Clemens Bilan / EPA - EFE - arquivoi

A primeira-ministra da Alemanha, Angela Merkel, se colocou em quarentena domiciliar neste domingo (22), depois que um médico que a tratou na semana passada foi diagnosticado com o novo coronavírus.

Leia também: Máscara de lenço umedecido está entre as fake news sobre covid-19

Segundo o porta-voz da primeira-ministra, ela soube do resultado neste domingo, pouco depois de sair de uma coletiva de imprensa, na qual detalhou novas medidas para tentar frear a propagação da doença em território alemão.

Saiba como se proteger e tire suas dúvidas sobre o novo coronavírus

O médico, que não teve a identidade divulgada, esteve com Merkel na última sexta-feira (20), quando lhe aplicou uma vacina contra pneumonia.

Medidas de proteção

Antes de entrar em quarentena, Merkel anunciou medidas para ampliar o distanciamento social durante a pandemia. Reuniões de mais de duas pessoas foram restritas no território alemão por pelo menos duas semanas.

Um cidadão poderá sair na rua com apenas mais uma pessoa, a não ser que se trate de parentes. Restaurantes e lojas em geral serão fechadas, enquanto mercados e farmácias, por exemplo, poderão ficar abertos.

"Temos que reduzir ao absolutamente mínimo todos os contatos", disse Merkel na coletiva. O governo anunciou ainda não anunciou uma quarentena obrigatória para toda a população, mas a medida já está sendo implementada na Baviera e outros estados com alto número de infectados.

Espera-se que o governo central anuncie nos próximos dias um pacote econômico de pelo menos 150 bilhões de euros (cerca de R$ 817 bilhões) para conter os efeitos da pandemia na economia do país.

Segundo o último boletim do governo, a Alemanha tem um total de 18.616 casos confirmados de covid-19, com 55 mortes.

Últimas