Coronavírus

Internacional Coronavírus: Nova Déli instaura toque de recolher até 31 de março

Coronavírus: Nova Déli instaura toque de recolher até 31 de março

Apenas serviços essenciais, como mercados, postos de gasolina e farmácias poderão ficar abertos. Cidade tem mais de 20 milhões de pessoas

Nova Déli anuncia toque de recolher por coronavírus

Nova Déli anuncia toque de recolher por coronavírus

Adnan Abidi/Reuters - 23.3.2020

Para conter o avanço do coronavírus, Nova Déli, capital da Índia e uma das cidades mais populosas do mundo, terá toque de recolher até o dia 31 de março, segundo anunciou no domingo (22) o chefe de governo Arving Kejriwa e apenas serviços essenciais poderão ficar abertos.

“Tempos extraordinários chamam por medidas extraordinárias. Déli estara sob toque de recolher a partir das 6h da manhã de amanhã até o dia 31 de março”, disse Kejriwal em comunicado.

O chefe de governo da cidade, onde vivem quase 20 milhões de pessoas, afirmou que “foram feitas algumas exceções para assegurar que os bens essenciais sigam disponíveis e que os serviços básicos continuem funcionando”.

O transporte público continuará fechado e as autoridades proibiram qualquer tipo de reunião em via pública. Restaurantes e mercados, postos de gasolina e farmácias são alguns dos estabelecimentos que poderão continuar abertos ao público.

Kejriwal anunciou a decisão horas antes do toque de recolher “popular” de 14 horas imposto pelo primeiro-ministro, Narendra Modi, que deixou as grandes cidades do país praticamente desertas.

Toque de recolher nas maiores cidades

Nova Déli entra na lista de regiões da Índia que decidiram aumentar o toque de recolher de hoje, como Punjab e Bihar, no norte, e Orissa, no leste.

O estado de Maharashtra, que tem Mumbai como capital e que concentra o maior número de casos, também decretou restrições aos direitos de circulação e reunião a partir desta segunda-feira (23).

Além disso, o país suspendeu até o dia 31 de março todos os trem do país, com exceção dos que transportam mercadorias.

Os toques de recolher são a última medida adotada pelas autoridades da Índia para frear o avanço do coronavírus, depois que o país fechou progressivamente as fronteiras e proibiu a chegada de voos internacionais.

Últimas