Coronavírus: Prefeito fala sobre rotina de cidade isolada na Itália

Prefeito de Castelgerundo, cidade da Lombardia que foi isolada pelo governo em meio ao surto de coronavírus, diz que se sente com se estivesse 'numa jaula'

Policiais fecham as entradas de Castelgerundo, no norte da Itália

Policiais fecham as entradas de Castelgerundo, no norte da Itália

Reprodução via EFE

Daniele Saltarelli, prefeito da cidade de Castelgerundo, na região da Lombardia, no norte da Itália, admitiu nesta terça-feira (25), em entrevista à Agência Efe, que o sentimento é de desconforto, diante do isolamento imposto por causa da expansão do coronavírus no país.

"A situação é um pouco como viver na jaula, mas a população está tranquila", disse o líder do governo local por telefone, já que não é possível entrar ou sair do pequeno município, que tem cerca de 1.500 habitantes.

Leia também: SP tem 1º resultado positivo de coronavírus, mas falta contraprova

Castelgerundo é uma das dez cidades da Lombardia — ainda há outra na região de Veneto — que estão isoladas para impedir o avanço da Covid-19, doença que é provocada pelo coronavírus da China.

Aumentam os casos na Itália

Em toda a Itália, segundo dados oficiais, foram registrados 11 mortos até o momento, entre os 322 infectados. A maioria dos casos está no norte do país.

Em Castelgerundo, que é uma pequena localidade agrícola, na margem esquerda do rio Po, tem até o momento cinco pacientes diagnosticados com a Covid-19. Além disso, uma idosa moradora do município, foi internada na vizinha Lodi.

As vias de chegada e saída da cidade estão sendo controladas por policiais e militares e seguirão assim, pelo menos, pelas próximas semanas, segundo estimou o prefeito.