Internacional Coronel é designado líder de junta de governo após golpe no Mali

Coronel é designado líder de junta de governo após golpe no Mali

Militar apareceu na TV para ler comunicado sobre saída do presidente, mas não era o preferido do restante para encabeçar junta

  • Internacional | Da EFE

FFE/EPA/STR - 18.08.2020

O coronel Assimi Goita foi designado nesta quarta-feira (19) o presidente do Comitê Nacional para a Salvação do Povo (CNSP), órgão criado ontem pelo grupo que retirou o então presidente Ibrahim Boubacar Keita do poder.

O militar, que liderava as Forças Especiais do Exército na região central do país, é um dos cinco que apareceu na manhã de hoje (hora local) na televisão local, para ler o primeiro comunicado do CNSP, mas não era considerado entre os favoritos para encabeçar a junta de governo.

Leia mais: Militares dão golpe em Mali, mas prometem novas eleições; entenda

Os nomes mais cotados para assumir a liderança do grupo eram os coronéis Malick Diaw e Sadiou Camara, esse último, considerado o mentor do golpe de ontem e que acabou de regressar ao Mali, após um período de formação militar na Rússia.

Goita, na região central do território, vinha atuando com as Forças Especiais na área que mais sofria com terrorismo e violência nos últimos anos.

O golpe

Hoje, o CNSP fez uma convocação pública para todos os secretários-gerais de ministérios para uma reunião que acontecerá na sede do Departamento de Defesa, com objetivo de garantir a "continuidade do trabalho" do governo.

Não há detalhes sobre as intenções do Comitê, além da promessa genérica de uma transição e da realização de eleições legislativas em um "prazo razoável". O grupo ainda promete respeitar acordos internacionais assinados pelo Mali.

Ao tomar o poder, os golpistas decretaram o fechamento de todas as fronteiras do país até segunda ordem, em meio a críticas internacionais sobre a manobra e os pedidos de retomada da ordem constitucional.

Últimas