Correios dos EUA alertam para risco de atraso em contagem de votos

Diante da possibilidade de ser responsável por milhões de votos na eleição presidencial de novembro, Serviço Postal fez um aviso para os estados

Correio dos EUA avisa que pode ter dificuldades com a eleição

Correio dos EUA avisa que pode ter dificuldades com a eleição

Rachel Wisniewski / Reuters - 13.8.2020

Antes da eleição presidencial de novembro, na qual mais da metade dos eleitores dos EUA podem optar por enviar os votos pelo correio, o Serviço Postal está alertando alguns estados que eles precisam proporcionar mais tempo para a contagem destas cédulas.

Leia também: Eleição nos EUA 2020: Quem está na frente nas pesquisas — Trump ou Biden?

O Serviço Postal disse que em ao menos três deles — Michigan, Pensilvânia e Washington — existe um "risco considerável" de os eleitores não terem tempo suficiente para preencher e enviar seus votos respeitando as leis estaduais atuais, que permitem que estes solicitem cédulas a poucos dias da eleição.

Existe a possibilidade de um número significativo de votos pelo correio para a eleição presidencial de 3 de novembro demorar para ser totalizado se as cédulas forem devolvidas muito tarde.

"As autoridades eleitorais estaduais e municipais precisam entender e levar em conta nossos padrões operacionais e cronogramas recomendados", disse a porta-voz do Serviço Postal, Martha Johnson.

As autoridades eleitorais têm corrido para se prepararem para uma avalanche de votos pelo correio, já que os norte-americanos estão evitando aglomerações devido à pandemia do novo coronavírus, que levou muitos estados a facilitarem esta modalidade de votação.

Briga política

O próprio Serviço Postal foi arrastado a uma batalha política.

O presidente Donald Trump, que aparece atrás do rival democrata Joe Biden em pesquisas de opinião, rejeita uma votação postal em larga escala, dizendo sem provas que ela pode levar a uma fraude. Biden e outros democratas acusam Trump de tentar desestimular o voto pelo correio por acreditar que isso aumentaria suas chances de se reeleger.

Especialistas eleitorais dizem que a votação postal é tão segura quanto qualquer outro método.