Novo Coronavírus

Internacional Cortes de empregos nos EUA saltam a recorde de 671.129 em abril

Cortes de empregos nos EUA saltam a recorde de 671.129 em abril

Do total, 633.082 cortes têm relação com a pandemia do novo coronavírus. Número de demissões é o mais alto registrado desde 1993

Agência Estado
Cortes nos EUA quebram recorde

Cortes nos EUA quebram recorde

Nick Oxford/Reuters

Os anúncios de cortes de postos de trabalho por empregadores nos Estados Unidos saltaram de 222.288 em março para 671.129 em abril, número recorde de uma série histórica iniciada em janeiro de 1993 que evidencia o impacto da pandemia de coronavírus no mercado de trabalho americano, segundo pesquisa divulgada nesta quinta-feira (7) pela Challenger, Gray & Christmas.

Do total, 633.082 cortes têm relação com a covid-19, como é conhecida a doença causada pelo vírus.

No primeiro quadrimestre de 2020, os cortes anunciados somaram 1.017.812, alta de 342% em relação ao mesmo período do ano passado.

Os cortes não consideram licenças temporárias.

Últimas