Covid-19: Austrália fecha empresas não essenciais em Melbourne

Primeiro-ministro de Victoria decretou ontem estado de desastre nesta jurisdição. País acumula cerca de 18,4 mil casos e 221 mortes por covid-19

Toque de recolher está entre as medidas de restrição contra o coronavírus

Toque de recolher está entre as medidas de restrição contra o coronavírus

Erik Anderson - EFE/EPA 02.08.2020

As autoridades da Austrália anunciaram nesta segunda-feira (3) o fechamento de empresas não essenciais em Melbourne, a segunda cidade mais populosa do país, após o surto de covid-19 e depois de terem divulgado ontem novas medidas efetivas na cidade, incluindo o toque de recolher à noite.

Apesar das medidas de confinamento em vigor desde o início de julho em Melbourne, as autoridades do estado de Victoria não conseguiram impedir a propagação do novo coronavírus, que acumulou mais de 12 mil infecções desde o início da pandemia, das quais 9 mil estão registrados desde 1º de julho.

O primeiro-ministro de Victoria, Daniel Andrews, decretou ontem (2) estado de desastre nesta jurisdição, a segunda maior da Austrália em termos demográficos e econômicos, além de decretar um toque de recolher noturno de seis semanas em Melbourne e o aumento de restrições para o resto do seu território.

Restrições para empresas

Depois de relatar hoje 429 novos casos e 13 mortes por covid-19, Andrews anunciou o fechamento a partir da meia-noite de empresas não essenciais, como restaurantes, cafés, academias e salões de beleza.

Também anunciou subsídios para essas empresas de até 10 mil dólares australiano (cerca de R$ 37,2 mil), a fim de mitigar o efeito das medidas que enviarão um milhão de trabalhadores, dos 5 milhões de habitantes de Melbourne, para suas casas.

Ele também explicou que outros negócios, como construção e matadouros, reduzirão suas operações e terão que usar equipamentos de proteção individual e implementar controles de temperatura, enquanto empresas essenciais, como supermercados, bancos, farmácias e lojas de bebidas, continuarão funcionando normalmente.

A covid-19 no país

Entretanto, em Nova Gales do Sul, vizinha de Victoria e que mantém sua fronteira interna fechada, 17 novos casos de covid-19 foram registrados hoje.

A Austrália, que tinha conseguido suprimir o vírus em seu território até o surto de Melbourne, registrou um aumento de infecções relacionadas a supostas falhas de segurança nas quarentenas de viajantes internacionais.

O país oceânico acumula desde o início da pandemia cerca de 18,4 mil casos e 221 mortes por covid-19.