Coronavírus

Internacional Covid-19: casal morre de mãos dadas com um minuto de diferença

Covid-19: casal morre de mãos dadas com um minuto de diferença

Filha de Cal e Linda Dunham disse que ambos adotaram todos os protocolos de higiene e segurança e estavam totalmente vacinados

  • Internacional | Sofia Pilagallo*, do R7

Cal e Linda Dunham eram muito unidos e faziam tudo juntos

Cal e Linda Dunham eram muito unidos e faziam tudo juntos

Reprodução: Facebook

Cal e Linda Dunham, um casal de Michigan, nos Estados Unidos, morreram de covid-19 com menos de um minuto de intervalo e segurando na mão um do outro. As informações foram divulgadas pelo canal norte-americano Fox News.

Segundo a filha do casal, Sarah, seus pais eram pessoas do bem — do tipo que frequentavam a igreja, se preocupavam com a comunidade e amavam a família, especialmente os netos. Ela disse ainda que eles eram muito unidos e faziam tudo juntos.

"O amor que eles encontraram depois de um casamento anterior é fantástico. Eles eram as pessoas para as quais você olhava e dizia: 'Eu quero ser velho assim, quero esse amor quando tiver essa idade", afirmou.

A filha conta que os dois foram bastante cautelosos com relação à pandemia, adotaram todos os protocolos de higiene e segurança e, há meses, estavam totalmente vacinados contra a covid. Eles começaram a se sentir mal durante um acampamento de família que ocorreu neste mês, comunicaram a filha e então, decidiram partir de volta para Michigan.

Em questão de apenas alguns dias, o casal teve o quadro de saúde agravado, foi internado em um hospital e entrou em ventilação, sistema que ajuda a suprir a carência de oxigênio. Ambos apresentavam doenças pré-existentes, o que tornou toda a situação ainda mais difícil.

Leia também: CPI: Advogada diz que Prevent dava 'kit Covid' para economizar

No domingo (26), então, os médicos disseram à Sarah e ao resto da família que não havia muito mais o que pudessem fazer e que, infelizmente, o casal provavelmente precisaria sair do aparelho de suporte à vida no dia seguinte. Cal faleceu às 11h07 (horário local) de segunda-feira (27), e Linda, um minuto depois. A filha diz que eles seguraram as mãos um do outro enquanto morriam juntos.

Sarah se consola em saber que, assim como em vida, seus pais também estiveram juntos na morte, mas, ao mesmo tempo, afirma que o sentimento é de raiva. Para ela, é revoltante saber que as pessoas não estão levando o vírus que matou ambos seus pais em apenas 60 segundos tão a sério quanto deveriam.

"Estou com raiva porque muitas pessoas estão tipo, 'se eu pegar covid, peguei'. Não, não é. Pode ser qualquer pessoa, pode ser qualquer um. Eles fizeram tudo certo, exatamente da maneira que deveria ser feito", disse Sarah.

"Minha mãe sempre brincava e dizia: 'bom, você vai antes de mim, eu estarei aí atrás de você, eu prometo'. E ela realmente estava, como se realmente estivesse bem ali atrás dele", completa.

*Estagiária do R7 sob supervisão de Pablo Marques

Últimas