Novo Coronavírus

Internacional Covid-19: cresce taxa de infecção na República Dominicana

Covid-19: cresce taxa de infecção na República Dominicana

Número total de infectados no país confirmados pelo teste de PCR chegou a 26.677; número de mortos subiu para 662

  • Internacional | Da EFE

Número total de infectados chega a 26.677; número de mortos sobe para 662

Número total de infectados chega a 26.677; número de mortos sobe para 662

Agência EFE

Santo Domingo, 21 de junho (EFE) .- A taxa de infecção por coronavírus está se acelerando na República Dominicana. Neste domingo, faltando exatamente duas semanas para as eleições, o país registrou um novo recorde de 899 novos casos em um dia.

O número total de infectados confirmados pelo teste de PCR chegou a 26.677. Já o número de mortos subiu para 662, com mais sete mortes no último dia, de acordo com o boletim publicado pelo Ministério da Saúde.

O país caribenho registrou dois aumentos consecutivos no número de casos diários (710 no sábado e 899 no domingo), o que é parcialmente explicado pelo aumento dos exames médicos, já que nos dois dias foram realizados mais de 3 mil exames de PCR.

O percentual de positivos em relação aos testes realizados também aumentou, atingindo 27,9% dos casos confirmados de covid-19 neste domingo, o número mais alto desde meados de maio.

O boletim indica ainda que 165 pessoas estão internadas na unidade de terapia intensiva, o que implica em uma taxa de ocupação de 54% dos leitos de UTI disponíveis no país.

Os casos ativos de covid-19 totalizaram 10.877, enquanto o de pacientes que se recuperaram da doença aumentou para 15.138.

A grande maioria dos novos casos está concentrada em Santo Domingo e sua região metropolitana (455), seguida pela província vizinha de San Cristóbal (68).

A República Dominicana está em estado de emergência desde 19 de março. O toque de recolher no país prevalece das 20h às 5h.

O país iniciou o plano de retirada em 18 de maio e, na semana passada, o governo decidiu adiar o progresso para a fase 3 devido ao aumento de infecções.

Os dominicanos são convocados às urnas em 5 de julho para as eleições presidenciais e legislativas, nas quais o sucessor do presidente, Danilo Medina, será eleito.

Últimas