Coronavírus

Internacional Covid: Peru aprova terceira dose para idosos e profissionais da saúde

Covid: Peru aprova terceira dose para idosos e profissionais da saúde

País vai aplicar a dose de reforço com as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca; aplicação dependerá da disponibilidade

AFP
Peru estabeleceu a meta de vacinar 28 milhões de pessoas com mais de 12 anos

Peru estabeleceu a meta de vacinar 28 milhões de pessoas com mais de 12 anos

Patrick T. FALLON/AFP

O Peru aprovou nesta sexta-feira (1º) a aplicação da terceira dose de vacina contra a Covid-19 em profissionais da saúde e maiores de 65 anos, anunciou o Ministério da Saúde do país.

“Foi considerado conveniente aprovar a aplicação de uma dose de reforço nessas duas opções que administramos no país, Pfizer e AstraZeneca”, disse o ministro Hernando Cevallos à rádio RPP. “Há evidência internacional da eficácia dessa aplicação em outros países.”

Cevallos explicou que, no caso da vacina Sinopharm, apesar de a mesma ter dado bons resultados no Peru e de as taxas de mortalidade de profissionais da saúde e da população que recebeu essa vacina terem diminuído, ainda não há evidências da sua eficácia como a terceira dose.

O ministro destacou que o critério para a aplicação da dose de reforço em profissionais da saúde que atuam na linha de frente e adultos com mais de 65 anos dependerá da disponibilidade de vacinas no país.

O Peru estabeleceu a meta de vacinar 28 milhões de pessoas com mais de 12 anos. Desde o início da campanha de vacinação, em fevereiro, 10,9 milhões delas (39%) foram imunizadas com as duas doses.

Com 33 milhões de habitantes, o país acumula mais de 199.300 mortes por Covid e ultrapassa 2,1 milhões de infectados desde o início da pandemia.

Últimas