Coronavírus

Internacional Covid: União Europeia aceita pagar R$ 96 por dose de vacina da Pfizer

Covid: União Europeia aceita pagar R$ 96 por dose de vacina da Pfizer

Grupo de países do Velho Continente negociou um total de 300 milhões de aplicações e, com isso, vai desembolsar R$ 28,8 bilhões para ter imunizante

Reuters
Vacina da Pfizer se mostrou eficaz contra o coronavírus

Vacina da Pfizer se mostrou eficaz contra o coronavírus

Dado Ruvic/Reuters

A União Europeia concordou em pagar 15,50 euros (R$ 96) por dose pela vacina que combate a covid-19, desenvolvida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech, de acordo com documento interno do bloco obtido pela Reuters.

O preço, que é confidencial e foi negociado para um total de 300 milhões de doses, é ligeiramente inferior aos US$ 19,50 (R$ 99) por injeção que os Estados Unidos concordaram em pagar por um primeiro embarque de 100 milhões de doses da mesma vacina, em linha com o que informou a Reuters em novembro.

Para adquirir o total de 300 milhões de doses, portanto, a União Europeia vai desembolsar o equivalente a R$ 28,8 bilhões.

O documento da UE, datado de 18 de novembro, foi distribuído internamente depois que o grupo de países anunciou seu acordo de fornecimento com a Pfizer e seu parceiro alemão BioNTech em 11 de novembro.

O regulador de medicamentos da UE deve decidir, nesta segunda-feira (21), sobre a aprovação da vacina Pfizer, depois que a vacina foi autorizada em vários países, incluindo Reino Unido e Estados Unidos.

Na quinta-feira, a secretária de Estado da Bélgica para orçamento, Eva De Bleeker, publicou no Twitter uma tabela com os preços que a Bélgica pagaria às empresas farmacêuticas por suas vacinas contra a covid-19. Ela retirou a postagem logo após a publicação.

Nessa tabela, a vacina Pfizer foi indicada por custar à Bélgica 12 euros (R$ 74,20) por dose, levando muitos a acreditar que esse era o preço total acordado pelo bloco.

Últimas