Novo Coronavírus

Internacional Crise na Índia afetará distribuição de vacinas na América Latina

Crise na Índia afetará distribuição de vacinas na América Latina

OPAS alerta que os países mais afetados serão Haiti, Nicarágua e Bolívia, que recebem imunizantes através do mecanismo Covax

Entrega de vacinas por meio do mecanismo Covax serão afetadas

Entrega de vacinas por meio do mecanismo Covax serão afetadas

EFE / Gustavo Amador

O registro de casos e mortes por covid-19 na Índia pode reduzir a oferta de vacinas na América Latina e no Caribe durante os meses de maio e junho, alertou o vice-diretor da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), Jarbas Barbosa, nesta quarta-feira (5).

Os mais atingidos podem ser Haiti, Nicarágua e Bolívia, que deveriam receber doses do Serum Institute of India (SII), maior fabricante mundial de vacinas, no final de maio.

Além disso, se a Índia continuar a dificultar a exportação de vacinas, poderá haver um impacto nas campanhas de imunização em outros países latino-americanos em maio e junho, informou Barbosa.

O Serum Institute of India tem um contrato para fabricar e entregar milhões de vacinas ao mecanismo Covax, patrocinado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e criado para garantir o acesso à vacina a países de baixa renda.

No entanto, o aumento das infecções na Índia levou o governo indiano no mês passado a restringir as exportações para atender à sua própria demanda doméstica.

Leia mais: Noite de protestos termina com civis e policiais feridos em Bogotá

Diante dessa situação, explicou Barbosa, há uma negociação de "alto nível" com o governo da Índia para se chegar a um acordo que permita que parte da produção do Sorum Institute seja enviada para o exterior pelo mecanismo Covax, enquanto a outra parte da produção iria para as necessidades internas.

Mesmo que tal acordo seja alcançado, a oferta de vacinas disponíveis na América Latina pode diminuir temporariamente, disse Barbosa.

No momento, a situação na Índia já causou um déficit de 90 milhões de doses em Covax apenas durante o mês de abril, a GAVI Vaccine Alliance, um dos grupos que apóia esse mecanismo, detalhou nesta sexta-feira em um comunicado. Além disso, ele alertou que se os atrasos continuarem em maio, o mecanismo da Covax enfrentará "desafios significativos no curto prazo".

No total, 49 milhões de doses já foram distribuídas em todo o mundo através do mecanismo Covax, das quais 29 milhões vieram do Serum Institute of India.

Segundo dados da OPAS desta quarta-feira, em 31 países da América Latina e do Caribe mais de 11,4 milhões de pessoas foram vacinadas.

Últimas