Coronavírus

Internacional Dada como morta, indiana acorda logo antes da cremação

Dada como morta, indiana acorda logo antes da cremação

Idosa de 76 anos desmaiou enquanto família procurava hospital para interná-la por conta da covid-19 no oeste do país

  • Internacional | Do R7

Maior parte das vítimas de covid-19 na Índia são cremadas em piras pelo país

Maior parte das vítimas de covid-19 na Índia são cremadas em piras pelo país

Sajjad Hussain / AFP - 17.5.2021

Uma idosa de 76 anos, que havia sido dada como morta por covid-19 por seus familiares, acordou pouco antes de ser cremada na pequena vila de Mudhale, no oeste da Índia. O caso aconteceu na semana passada.

Leia também: Ciclone Tauktae atinge costa da Índia e deixa morte e destruição

Segundo o jornal India Today, a mulher, chamada Shakuntala Gaikwad, tinha sido diagnosticada com infecção pelo novo coronavírus no início de maio. Após alguns dias em casa, seu estado de saúde piorou e a família a levou para a cidade de Baramati, que fica a cerca de 30 quilômetros dali, no último dia 10.

Enquanto os familiares tentavam uma vaga em um dos hospitais da cidade, que estava lotado, Shakuntala passou mal e desmaiou dentro do carro. Como ela não se movia mais, eles acreditaram que ela estava morta e a levaram de volta para Mudhale, para receber os últimos rituais antes da cremação segundo as tradições hindus.

A idosa foi colocada em um esquife para um rápido ritual de velório antes da cremação. Foi nesse momento que ela soltou um gemido e acordou, chocando seus familiares. Imediatamente, ela foi levada para um hospital da região, onde segue internada. Não há mais informações sobre seu estado de saúde.

Com um crescimento brutal no número de casos nos últimos dois meses, a Índia tem hoje mais de 25 milhões de infecções confirmadas por covid-19, o segundo maior número da pandemia no mundo, além do terceiro maior número de mortes, 278,7 mil. Somente nas últimas 24 horas, mais de 4,3 mil óbitos foram registrados.

Últimas