Era Trump
Internacional Democratas anunciam inquérito de impeachment contra Trump

Democratas anunciam inquérito de impeachment contra Trump

Líder da Câmara, Nancy Pelosi anunciou que abertura de investigação sobre a conduta do presidente em contato com o presidente da Ucrânia

Pelosi (d) anunciou investigação contra Trump nesta terça-feira (24)

Pelosi (d) anunciou investigação contra Trump nesta terça-feira (24)

Fotos REUTERS/Montagem R7

A deputada Nancy Pelosi, presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos, anunciou nesta terça-feira (24) a abertura de um inquérito formal para um processo de impeachment do presidente Donald Trump.

Pelosi, cujo cargo no Congresso americano é o equivalente à presidência da Câmara dos Deputados no Brasil, anunciou a medida após Trump admitir que conversou com o recém-eleito presidente ucraniano, Volodymyr Zelenski, sobre investigar suspeitas de corrupção envolvendo Joe Biden — ex-vice presidente dos Estados Unidos e atual pré-candidato às eleições de 2020 — e seu filho Hunter.

Para a oposição, a admissão de Trump é evidência de que ele estaria facilitando uma interferência estrangeira no pleito do próximo ano. A mídia americana calcula que mais de 160 deputados democratas — ou dois terços da bancada do partido — e pelo menos um independente tenham anunciado seu apoio ao processo de impedimento.

"Nesta semana o presidente Trump admitiu que pediu a um político estrangeiro que agisse em seu benefício político. Isso não pode ser admitido em nenhuma circunstância. Por isso, estamos abrindo o pedido de investigação para o impeachment. Ele precisa responder pelos seus atos, ninguém está acima da lei", disse Pelosi em um pronunciamento.

Reações

A Casa Branca, em um comunicado, disse que a medida tomada pelos democratas não é "novidade", enquanto Trump afirmou que irá divulgar a transcrição completa da conversa telefônica com Zelensky.

Enquanto isso, o Senado aprovou, por unanimidade, um requerimento ordenando que a transcrição do telefonema seja entregue imediatamente aos líderes dos Comitês de Inteligência da Câmara e do Senado. Todos os senadores do Partido Republicano votaram a favor da resolução.

Como funciona

Após a investigação, que será feita pelos 6 comitês internos, a Câmara de Representantes fará uma votação em que o impeachment precisa ser aprovado em maioria simples. 

Em seguida, o processo vai para o Senado, onde acontece um julgamento. Ao final desse procedimento, dois terços dos 100 senadores precisam aprovar o impedimento do presidente para que ele efetivamente perca o cargo.